Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/981
Título: Imagem da Polónia em Portugal antes e depois da mudança de 1989 no centro e leste europeus
Autor: Swiatkiewicz, Olgierd
Orientador: Sousa, Elizabeth
Data de Defesa: 1996
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Tal como Portugal em 1974, também a Polónia quinze anos mais tarde sofreu profundas transformações sistémicas. o desmembramento do bloco dos países de Leste provocou uma mudança de orientação nesses países, inclusivé na Poló-nia, e uma forte tendência para o relacionamento com a Euro-pa Ocidental, que representa valores com os quais aquelas sociedades se identificam. De 1989 até 1994 passaram cinco anos de reconstrução da economia, da sociedade e do sistema político. Isto pode ser considerado pouco para mudar uma imagem construída du¬rante cinquenta anos, porém, para a sociedade polaca este tempo é mais que suficiente. o problema principal que se impõe é a questão se após cinco anos de transição houve uma mudança relevante da imagem da Polónia em Portugal e, se essa imagem actual da Polónia adquiriu uma independência relativa, ou será que a Polónia continua ainda e inalteravelmente a pertencer ao indiferenciado "bloco de Leste" ? O trabalho está dividido praticamente em duas partes, teórica e empírica e segue uma abordagem qualitativa. Após a introdução, encontra-se a parte teórica onde tentamos enquadrar a temática do estudo em questão. De ma¬neira sucinta descrevemos primeiro as mudanças reais ocorri¬das na Polónia e apresentamos certos pressupostos de nível comportamental. Em segundo lugar, abordamos o enquadramento teórico na teoria das representações sociais, sublinhando em particular o papel da língua. Esta parte teórica termina com uma análise das relações luso-polacas e do papel dos meios de comunicação social na construção da imagem da Polónia em Portugal. Na parte empírica tentamos dar uma resposta aos proble-mas apresentados acima. Escolhemos dois períodos de tempo, que se situam antes e depois da mudança sistémica na Polónia - o ano de 1984 e o de 1994. Daí que a metodologia principal imposta pela conceptualização do problema seja a análise comparativa. A exploração do material reunido foi feita através da análise de conteúdo. Numa pré-análise foi feita a escolha do universo (publicações do semanário "Expresso" de dois anos) e constituído o corpus. Para a análise propria¬mente dita utilizamos duas técnicas, nomeadamente a análise categorial-temática (técnica I) e a análise associativa. Apresentamos os resultados em separado para cada técni-ca e para os dois anos. Primeiro, apresentamos os resultados obtidos através da análise categorial-temática. Assim, nos dois anos e a partir do material analisado, foram constituí-das oito categorias principais: "cultura", "sociedade", "economia", "desporto", "Igreja", "genocídio", "política in-terna" e "política internacional". As notícias relativas à Polónia foram distribuídas consoante a temática que repre¬sentavam, entre essas oito categorias. Em 1984 não foram representadas a categoria "desporto" e a categoria "genocídio”. A categoria representada com maior frequência nos dois anos é a cultura polaca (40,8 % e 34,6 % respectivamente em 1984 e 1994). Apresentamos também para cada uma das catego¬rias principais a sua estrutura constituída pelas categorias de grau inferior. O material foi igualmente explorado a ní¬vel avaliativo-atitudinal. De 1984 para 1994, grosso modo, verificou-se uma passagem da tendência desfavorável em rela-ção ao objecto de representação para uma tendência de "ponto zero", uma atitude de expectativa, excepto na categoria "cultura" em relação à qual foi expressa uma tendência fortemente favorável. Em segundo lugar, foram apresentados os resultados da análise associativa em separado para os dois anos. Aqui pretendeu-se descrever certas funções desempenhadas pela denominação individual e colectiva do objecto de representação, a relação entre "nós" (Portugal, União Europeia, Europa Ocidental) e "eles" {Polónia, Europa de Leste). Verificou-se, que, tanto em 1984, quando a Polónia pertencia realmente ao bloco militar, económico e político, como em 1994, quando mudou profundamente a sua orientação política, económica e militar, a imagem continua como pertencente ao grupo alheio, bastante homogénea, porém, já com ligeira diferenciação. No final, efectuamos uma análise comparativa dos resul-tados e tiramos conclusões. De 1984 para 1994 a importância das notícias sobre a Polónia no "Expresso" não mudou muito, alcançando até uma tendência decrescente. Pode-se dizer que não houve uma mudança relevante da imagem da Polónia no corpus analisado, excepto no que respeita à cultura polaca e, sobretudo ao filme em relação ao qual a tendência passou de extremamente desfavorável para muito favorável. Em 1994 a Polónia permanece ainda circunscrita ao "bloco dos países de Leste", porém, com alguns indícios de passagem para uma posição intermédia. Com base nestes resultados pode-se dedu-zir que nos encontramos perante uma situação de expectativa em relação ao objecto de representação - Polónia.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Comportamento Organizacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/981
Aparece nas colecções:PORG - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM SWIA1.pdf5,36 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.