Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/874
Título: Satisfação com os cuidados de saúde e depressão em doentes internandos num hospital geral
Autor: Rosa, Beatriz Alice Leal da Silva Alves
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Satisfação do cliente
Depressão
Instrumentos
Hospitalização
Health psychology
Client satisfaction
Depression
Hospitalization
Data de Defesa: 1999
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: O principal objectivo do presente trabalho é o de estudar a relação entre a satisfação cora os cuidados de saúde e a depressão em doentes hospitalizados. A amostra é constituída por cento e quarenta e seis participantes, com média de idade de 53,07 anos (sendo sessenta e oito de sexo masculino e setenta e oito do feminino), que se encontravam em situação de internamento há pelo menos quarenta e oito horas no Hospital de São José, Lisboa. Foram excluídos da amostra todos os doentes que se encontrassem em estados confusionais e em Unidades de Cuidados Intensivos. A avaliação da satisfação e da depressão foi realizada através da aplicação do Inventário de Satisfação de Doentes Internados que permite avaliar catorze dimensões da satisfação, e do Questionário de Auto-avaliação Estado-Traço Depressivo que permite diferenciar a depressão estado da depressão traço. Os resultados obtidos demonstram a existência de uma relação inversa entre a satisfação com os cuidados de saúde e a depressão, com os valores de correlação mais fortes a ocorrer entre a satisfação e a depressão estado. Os valores encontrados através da análise de regressão para a subescala Estado Depressivo, evidenciaram que o nível de satisfação do doente pode ser um importante preditor da depressão estado em situação de hospitalização, sendo a principal variável independente a Informação Médica. Os resultados permitem concluir que existem determinadas dimensões que se correlacionam exclusivamente com enfermeiros, mas não se registaram diferenças no nível de satisfação entre sexos e idades. Os valores de consistência interna do Questionário de Auto-avaliação Estado-Traço Depressivo variam entre 0,63 e 0,83, podendo ser tomados como aceitáveis apesar de serem inferiores, em todas as dimensões, aos valores do trabalho original. Os valores da correlação entre as subescalas deste instrumento confirmam a estrutura do mesmo na amostra utilizada.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/874
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM ROSA-B1.pdf4,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.