Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/844
Título: Demora na procura de cuidado médicos em doentes com enfarte de miocárdio: Percepção de sintomas e personalidade tipo-D
Autor: Reia, Elsa Loução
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Personalidade
Miocárdio
Comportamentos de saúde
Enfarte de miocárdio
Suporte social
Factor de risco
Instrumentos
Health psychology
Personality
Myocardium
Illness behaviour
Myocardium infractions
Social support
Risk factors
Instruments
Data de Defesa: 2006
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: O tempo de demora na procura de cuidados médicos em doentes com enfarte de miocárdio é decisivo para a sobrevivência e prognóstico do doente. Até hoje os estudos realizados em volta das variáveis psicológicas que levam uma menor ou maior demora na procura de cuidados médicos em caso de enfarte de miocárdio é muito reduzido. De alguns desses estudos, verifica-se que a percepção que o sujeito tem dos sintomas e a correspondência destes ao esperado para uma determinada doença é o mais moroso do processo, seguido de uma decisão/acção rápida na procura de ajuda. Levanta-se ainda a questão se a Personalidade Tipo-D, evidenciada por estudos como uma variável psicológica intimamente ligada a eventos coronários e ao enfarte de miocárdio, vai influenciar a percepção de sintomas e o tempo de demora na procura de cuidados médicos. Procura-se então neste estudo verificar se existe uma relação entre estas três variáveis principais. Através da passagem e da análise de um questionário, composto por uma ficha sócio-demográfica, sub-escala Identidade do IPQ e DS14, a 121 sujeitos que tivessem sofrido de enfarte de miocárdio, não se verificou nenhuma relação significativa entre estas vaiáveis. Surgiram no entanto algumas questões pertinentes no que respeita à relação entre estas e algumas variáveis sócio-demográficas da amostra, como o facto de serem os sujeitos Separados que menos tempo levam a procurar cuidados médicos, e a correlação inversa verificada entre a percepção de sintomas e os Anos de Frequência Escolar dos sujeitos, bem como a relação entre a menor escolaridade e a existência de Personalidade Tipo-D nos sujeitos.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/844
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM REIA1.pdf4,46 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.