Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/789
Título: Tácticas reprodutoras numa população de salaria pavo (pisces: blenniidae) da ria formosa
Autor: Pereira, Paulo José de Morais Simão Baptista
Data de Defesa: 1995
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Foram analisados aspectos do comportamento reprodutor de uma população de Salaria povo (Pisces: Bleniiidae) que se reproduz numa área onde os locais adequados ao estabelecimento de ninhos se distribuem de forma agregada. Os ninhos são estabelecidos em cavidades de tijolos colocados intertidalmente e os machos parentais permanecem no seu interior durante os periodos de baixa-mar. Nem todas as cavidades são adequadas ao estabelecimento de ninhos e a sua escassez limita o número de machos que guardam ovos, havendo um excedente de machos adultos que não consegue estabelecer ninhos. Outros machos mais pequenos apresentam características fenotípicas e comportamentais muito semelhantes às fêmeas e tentam reproduzir-se entrando sorrateiramente nos ninhos dos machos parentais, no momento em que se encontra uma fêmea no seu interior. A escassez de ninhos limita igualmente as oportunidades para as fêmeas desovarem, traduzindo-se na sua total predisposição para cortejar e desovar. Fizeram-se inspeções ao local em periodos de baixa-mar, para caracterização dos ninhos e respectivos machos ocupantes, e em periodos de preia-mar para registo das actividades comportamentais ocorridas em seu redor. Estas observações foram complementadas com a análise de vídeos filmados a cinco ninhos. Os principais resultados foram: 1) uma sensível redução da área territorial defendida pelos machos parentais, acompanhada de uma extrema redução da agressividade entre machos com ninhos vizinhos. 2) uma forte competição entre machos adultos pela ocupação das cavidades adequadas ao estabelecimento de ninhos. 3) uma intensa competição entre fêmeas associada a uma forte selectividade por parte dos machos na admição de fêmeas cortejantes aos ninhos. 4) uma distribuição não aleatória das cortes de fêmeas pelos ninhos, havendo ninhos com machos receptivos pouco cortejados e ninhos com machos pouco receptivos mas muito disputados agonisticamente entre fêmeas. 5) uma distribuição não aleatória das actividades agonísticas iniciadas por cada categoria de peixes, em zonas com diferentes distâncias aos ninhos. 6) diferentes níveis de agressividade dos machos parentais para com as fêmeas e para com os machos numéricos nas zonas mais próximas dos ninhos. Nesta população a forte competição intra-sexual nos dois sexos parece ser acompanhada de uma intensa selecção inter-sexual nos dois sentidos. Esta situação só pode ser explicada pela escassez de cavidades adequadas ao estabelecimento de ninhos e por uma elevada variância na qualidade dos indivíduos nos dois sexos.
Inexistente
Descrição: Dissertação de Mestrado em Etologia
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/789
Aparece nas colecções:PBIO - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM PERE-PJ1.pdf3,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.