Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/768
Título: Percepção dos profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e fisioterapeutas) da adesão dos doentes ao tratamento
Autor: Pedro, Luísa Maria Reis
Orientador: Ribeiro, José Luís Pais
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Adesão ao tratamento
Pessoal de saúde
Instrumentos
Tratamento
Comportamento em saúde
Health psychology
Treatment complience
Health personnel
Instruments
Treatment
Health behaviour
Data de Defesa: 2003
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: A adesão ao tratamento tem despertado nos últimos tempos grande interesse, não só nos profissionais de saúde que interagem com os doentes, como também em toda a comunidade científica que dedica os seus estudos a estas questões. O desenvolvimento do conceito político filosófico da autonomia e da responsabilização individual das pessoas pelo seu estado de saúde e controlo da doença, especificamente a gestão da doença crónica, remete para o indivíduo, um novo conceito de doente e uma nova forma de vivênciar a doença, no qual a adesão aos tratamentos recomendados pelos profissionais de saúde é fundamental para o sucesso dos resultados. Nesta conjectura surge a questão como é que os profissionais de saúde, em contexto hospitalar, percepcionam a adesão dos doentes ao tratamento. Os participantes escolhidos para este estudo foram médicos, enfermeiros e fisioterapeutas que trabalham em Hospitais centrais na zona de Lisboa, num total de 184 indivíduos. Foram elaborados dois questionários, o primeiro com objectivo de caracterizar a amostra e o segundo medir a percepção dos profissionais em relação à adesão dos seus doentes ao tratamento. Este último questionário é constituído por 8 dimensões ou subescalas, no qual foi analisado da validade e fidelidade. Os resultados obtidos permitem concluir que as questões da adesão preocupam os profissionais de saúde, especialmente os médicos, no entanto, estes percepcionam pouca informação veiculada acerca do assunto. Os médicos são o grupo profissional que atribuem maior importância à implementação de esquemas de tratamento como medida para facilitar a adesão dos doentes aos tratamentos. Os enfermeiros referem como factor determinante na adesão, a educação e programas de promoção para a saúde. Os fisioterapeutas dão maior importância para a adesão dos seus doentes ao tratamento, as representações da doença que o doente tem , bem como, a percepção de auto-eficácia com o tratamento.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/768
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM PEDR-L1.pdf5,98 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.