Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/752
Título: A raiva em pré-adolescentes e adolescentes: A importância dos maus sentimentos
Autor: Pais, Ana
Orientador: Sá, Eduardo
Palavras-chave: Psicologia legal
Adolescência
Instrumentos
Psicanálise
Desenvolvimento
Agressividade
Relações interpessoais
Raiva
Emoção
Personalidade
Ansiedade
Legal psychology
Adolescence
Instruments
Psychoanalysis
Developmental
Aggressiveness
Interpersonal relations
Anger
Emotions
Personality
Anxiety
Data de Defesa: 2000
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Este trabalho de reflexão e investigação tem como principal objectivo aprofundar o nosso olhar e a nossa capacidade de compreensão da adolescência. Assim, queremos contribuir para sistematizar conhecimentos da psicologia em torno do "ser adolescente" e deste modo levar o entendimento e saberes teóricos/reflexão e de acção aos vários contextos onde os adolescentes vivem e interagem; dando especial atenção ao contexto educativo. É também nosso objectivo perceber a ''importância dos maus sentimentos" e especificamente a Raiva - Estado, Traço e Expressão de Raiva; os sentimentos de raiva sentidos ou exteriorizados estão directamente implicados e presentes no desenvolvimento pessoal. A avaliação do Estado, Traço e Expressão da Raiva foi feita através de respostas individuais dos sujeitos ao questionário "State-Trait Anger Expression Inventory" - STAXI. Utilizámos a adaptação para a população portuguesa "Inventário de Estado-Traço de Raiva" de Silva D., Campos R. e Prazeres N. (1999). Desenvolvemos a nossa investigação com 552 sujeitos (373 rapazes e 268 raparigas) distribuídos por 12 grupos correspondendo a 6 níveis de escolaridade (do 7o ao 12° ano). Afim de se manter a variável contexto os sujeitos frequentam todos a mesma escola. As nossas hipóteses: a) "Existem diferenças significativas entre rapazes e raparigas face ao Estado, Traço e Expressão da Raiva"; b) "Existem diferenças significativas entre sujeitos de diferentes níveis de escolaridade face ao Estado, Traço e Expressão da Raiva". O trabalho estatístico foi levado a cabo em SPSS - Estatística Descritiva, Teste-T e ANOVA; com grau de significância de 0.05. Os resultados obtidos sendo demonstrativos de traços comuns na forma de sentir a raiva pelo universo dos sujeitos no nosso estudo, revelam igualmente a presença de características próprias, onde se puderam verificar diferenças estatisticamente significativas.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Legal
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/752
Aparece nas colecções:PLEG - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM PAIS-A1.pdf11,86 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.