Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/726
Título: O efeito custo perdido nas decisões de investimento em escalada em função da dimensão do investimento e do modo de apresentação
Autor: Nevado, Pedro
Orientador: Ribeiro, Jorge da Silva
Data de Defesa: 1998
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Continuar com um projecto em escalada de falhanço é uma decisão economicamente irracional, mas que contém motivações psicológicas. Os decisores revelam alguma dificuldade em ignorar os Custos Perdidos vindos do passado e continuam investindo recursos novos. É este Efeito do Custo Perdido que este estudo pretende analisar. Duas hipóteses foram desenvolvidas. (1) A probabilidade de continuar com o investimento aumenta na medida em que o já investido, custo considerado perdido, é de maior dimensão e está mais próximo de previsto (planeado) para o investimento total. (2) A decisão de continuar a investir é maior quando o custo perdido é expresso em termos proporcionais face ao planeado, por oposição aos valores absolutos. As hipóteses foram testadas em duzentos estudantes de fim de curso e de mestrados, constituídos aleatoriamente em oito grupos de vinte e cinco elementos cada, independentes entre si, utilizando um plano experimental 2x4 onde as variáveis independentes são: o investimento já realizado em quatro níveis diferentes e a forma dos valores expressa em termos proporcionais face ao planeado investir e em termos absolutos. A variável dependente é dicotómica nas respostas, sim ou não, de continuar com um investimento que está em falhanço. Os resultados, com um nível de significância de 5%, comprovam em larga medida as hipóteses formuladas. Efectivamente, apesar de não revelar um comportamento em crescendo directamente proporcional, a dimensão do custo perdido e a proximidade do fim do objectivo inicial tem um efeito de escalada na decisão de continuar com um curso de acção negativo. Por outro lado, face aos valores expressos em termos absolutos, a apresentação dos valores de investimento expressos em termos proporcionais, revela no decisor, com excepção das situações de extremo, uma maior apetência em continuar com o investimento. Conclui-se que o Efeito Custo Perdido existe e motiva comportamentos irracionais do ponto de vista económico. O decisor é em certa medida "escravo" de decisões ou hesitações anteriores fazendo por isso aumentar o custo considerado perdido do qual vai sentindo dificuldade em se libertar. Por outro lado ainda o decisor em face de limitações ou restrições várias utiliza artifícios para a tomada de decisão, como a forma percentual da quantificação do custo perdido, que o conduzem na maior parte das situações a decisões erradas do ponto de vista económico.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Comportamento Organizacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/726
Aparece nas colecções:PORG - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM NEVA1.pdf3,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.