Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/655
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorPereira, Fredericopor
dc.contributor.authorMascoli, Luisa Maria Carreira Ferreira-
dc.date.accessioned2011-07-21T18:51:54Z-
dc.date.available2011-07-21T18:51:54Z-
dc.date.issued2000-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.12/655-
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Psicopatologia e Psicologia Clínicapor
dc.description.abstractEste estudo é sobre as relações entre defesas e estilos cognitivos , como padrão de reacção ao stress nos militares da GNR (amostras de soldados, cabos, e sargentos ) com cinco, dez e quinze anos de serviço. O contacto directo com estes sujeitos invocou a curiosidade em procurar quais seriam as variáveis críticas relevantes para explicar e predizer as causas sobre as quais alguns militares reagem adequadamente, desadequadamente ou totalmente descompensados face ao stress. Alguns destes factores causam problemas, psicológicos, psiquiátricos, sociais, éticos ou morais aos próprios e/ou à instituição policial/militar. O objectivo último desta investigação tende a avaliar o impacto dos anos de serviço e o posto hierárquico nas reacções ao stress (Ansiedade, mecanismos de coping, e mecanismos de defesa ) . Os instrumentos são a Escala de Ansiedade de Cartel ( AnsCatt), o Inventário de resolução de problemas - de Vaz Serra (IRP)e o Inventário de Mecanismos de Defesa de Gleser & Ihilevich (DMI). O problema surge quando os sujeitos com vários anos de experiência, apresentam um número de respostas reactivas para o stress tornando-os mais vulneráveis. Eles esperam cerca de 10 e 15 anos para receber a sua transferência perto das suas casas e famílias. As hipóteses são: Hl - Existe entre militares com maior numero de anos de serviço uma diferença significativa nas reacções a stressores. H2 - Existe entre militares com patente mais elevada uma diferença significativa nas reacções aos stressores As teorias fundamentais sobre a revisão de literatura baseiam-se no modelo multivariável sobre stress de (MacDonough, 1991). O modelo de estudo contemplado é um modelo semi-experimental, num plano 3X3. A metodologia avaliada contemplou uma amostra de 2516 sujeitos por todo o território continental. É apresentada a análise preliminar dos dados obtidos.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherInstituto Superior de Psicologia Aplicadapor
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleReacções ao stress e avaliação perceptiva pessoal dos militares da Guarda Nacional Republicanapor
dc.typemasterThesispor
degois.publication.locationLisboapor
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM MASC1.pdf21,29 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.