Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/648
Título: Relação entre variáveis psicológicas: Exaustão vital, stress, fadiga e depressão
Autor: Marques, Teresa Marques Pereira Faria dos Santos
Orientador: Ribeiro, José Luís Pais
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Depressão
Fadiga
Stress
Síndrome de fadiga crónica
Health psychology
Depression
Fadigue
Stress
Chronic fatigue syndrome
Data de Defesa: 1999
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: A Exaustão Vital é um estado caracterizado por uma fadiga fora do comum, um aumento da irritabilidade e sentimentos de desmoralização, que tem vindo a ser evidenciado como sendo preditivo, a curto prazo, de enfarte do miocárdio e de morte súbita. Este conceito relativamente recente toca-se em muitos aspectos com outros conceitos, como por exemplo o stress, a fadiga e a depressão, de tal forma, que muitos autores que o investigam têm questionado a delimitação da sua identidade. No entanto, encontramos várias investigações, na literatura, no sentido de averiguar como podemos discriminar a Exaustão Vital destes outros conceitos, e outros. A verdade é que, a maioria dos pacientes de enfarte miocárdio e. morte súbita, foi a uma consulta de Cardiologia no mês que antecedeu o acontecimento cardíaco, mas, por a sintomatologia apresentada ser muito inespecífica, muitas vezes é desconsiderada pelo Cardiologista... A necessidade de se identificar o conceito e de perceber as suas relações com as variáveis que lhe estão próximas é então fundamental para que adequados diagnósticos e intervenções possam ser conseguidos. O presente estudo propõe-se responder ao problema relativo a esta dificuldade de identificar o conceito de exaustão vital e de perceber formas de relacionamento com algumas variáveis psicológicas, nomeadamente a fadiga, o stress e a depressão. Para o efeito, recolheu-se uma amostra de 181 participantes e esta foi dividida em três sub-amostras: uma respondeu à Escala de Exaustão Vital, e à Escala de Auto-Avaliação da Depressão de Zung, outra respondeu à Escala de Exaustão Vital e à Escala de Gravidade da Fadiga e a terceira sub-amostra respondeu à Escala de Exaustão Vital e à Escala de Percepção de Stress. Com uma amostra total de 181 respondentes à Escala de Exaustão Vital foi possível verificar que o formato e a tradução para língua portuguesa conferiram à escala uma boa consistência interna, avaliada pelo coeficiente de Alpha de Cronbach. Relativamente à Exaustão Vital a análise estatística dos resultados permitiu verificar que o sexo feminino se encontra significativamente mais exausto do que o sexo masculino e ainda que o grupo dos participantes com idade superior a 35 anos se encontra significativamente mais exausto que o grupo de participantes com idade inferior ou igual a 35 anos. Relativamente à relação entre variáveis, a análise dos resultados evidenciou a existência de correlações significativas entre elevados scores de exaustão e elevados níveis de stress e de fadiga. Relativamente à relação entre depressão e exaustão vital não foi evidenciada uma correlação significativa entre elevados scores de exaustão vital e elevados scores de depressão, tal como era esperado pelos investigadores do presente estudo. Os resultados parecem sugerir que na população portuguesa a exaustão vital tenha uma distribuição diferente da descrita na literatura para outras populações como nomeadamente a holandesa, relativamente às variáveis sexo e idade. A análise das correlações parece ainda sugerir que a Exaustão Vital se trate de um momento privilegiado, a nível de intervenção clínica, para prevenção do enfarte do miocárdio. Este estudo sugere uma interpretação inovadora, com base na teoria psicanalítica, para este estado e propõe uma estratégia de intervenção.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/648
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM MARQ-TM1.pdf4,83 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.