Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/642
Título: Contextos de educação pré-escolar promotores de aprendizagens significantes no domínio da linguagem escrita: A evolução dos conhecimentos das crianças de dois grupos socialmente contrastados
Autor: Marques, Ana Artur
Palavras-chave: Psicologia educacional
Linguagem
Educação pré-escolar
Aprendizagem
Instrumentos
Escrita
Educational psychology
Language
Preschool education
Learning
Instruments
Writing
Data de Defesa: 2005
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Este estudo tem como objectivos, estabelecer relação entre as práticas dos educadores de infância e os progressos efectuados pelas crianças, e perceber se a prática intencionalizada e estruturada dos educadores contribui para minimizar as diferenças entre crianças de grupos sócio-culturais contrastados. Isto ao nível dos conhecimentos sobre a linguagem técnica de leitura e escrita, conhecimento de números e letras, escrita inventada, leitura de textos com imagem, produção oral de uma história e concepções sobre portadores de escrita. Assim, realizámos uma investigação quasi-experimental, na qual foi desenvolvida uma intervenção com dois grupos de crianças em idade pré-escolar, entre os 3 e os 5 anos de idade, de meios sócio-culturais contrastados, tendo como controlo dois grupos equivalentes. O total da amostra engloba 49 crianças. A intervenção consistiu na utilização sistemática de estratégias e actividades intencionalizadas para o desenvolvimento da linguagem escrita e oral, ao longo de um período de seis meses no quadro de uma perspectiva sócio-construtivista da aprendizagem. Utilizámos no pré-teste e no pós-teste o mesmo conjunto de testes que passamos a enumerar; uma prova de linguagem técnica de leitura e escrita; uma prova de identificação e nomeação de letras e números; uma prova de escrita inventada; uma prova de leitura de palavras e frase com imagem; uma prova para elaboração de uma história a partir de um conjunto de imagens; uma prova sobre portadores de escrita. Todas as provas foram realizadas individualmente com cada uma das crianças. O impacto da intervenção na evolução conceptual das crianças, relativamente aos conhecimentos referidos nos objectivos, foi verificado através de uma variável de progresso, criada a partir das diferenças obtidas entre os resultados do pós-teste e os resultados do pré-teste. Para cada variável de progresso (variáveis dependentes) realizámos uma ANOVA, considerando como variável independente os quatro grupos de crianças. Para todos os resultados foi realizada uma análise post hoc utilizando o teste de Tukey. Os resultados obtidos em todas as provas indicam diferenças significativas entre os progressos efectuados pelas crianças dos grupos experimentais (GE1 e GE2) e os progressos efectuados pelas crianças dos grupos de controlo (GC1 e GC2). Por outro lado também constatámos que os progressos do grupo experimental de nível sócio-cultural baixo se aproximaram dos progressos do grupo experimental de nível sócio-cultural médio/alto, e nalguns casos foram superiores. Parece-nos desta forma poder estabelecer alguma relação de causalidade entre as práticas desenvolvidas e os conhecimentos adquiridos pelas crianças, assim como inferir sobre a importância dessas mesmas práticas em contextos socialmente desfavorecidos, como estratégia fazer avançar as crianças que à partida estariam em desvantagem em relação a conhecimentos sobre a linguagem escrita.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Educacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/642
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM MARQ-A1.pdf8,92 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.