Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.12/6323
Title: “Turn off to turn (you) on”: Relação entre smartphones, satisfação, excitação e desejo sexuais
Author: Ferreira, Maria Beatriz dos Reis
Advisor: Costa, Rui Miguel
Keywords: Smartphone
Adição à Internet
Uso problemático da internet
Satisfação sexual
Desejo sexual
Excitação sexual
Internet addiction
Problematic internet use
Sexual satisfaction
Sexual desire
Sexual arousal
Defense Date: 13-Dec-2017
Abstract: Os smartphones inserem-se no quotidiano, tendo um especial papel no que concerne à nossa conexão com os outros, nomeadamente num relacionamento amoroso. Estudos têm-se focado na relação entre estes dispositivos e os relacionamentos amorosos, no entanto, existe uma lacuna na literatura relativamente à relação destes aparelhos com a vida sexual dos indivíduos. Esta investigação pretende estudar a relação entre duração de uso de smartphone, duração de uso de smartphone a sós com o(a) parceiro(a) e o uso problemático da internet, por um lado, e satisfação, excitação e desejo na última relação sexual, por outro. A amostra é constituída por 200 participantes, sendo 162 do sexo feminino e 38 do sexo masculino. O uso do smartphone foi medido com questões acerca do tempo que passou com o smartphone no dia da sua última relação sexual e quando esteve a sós com o/a seu/sua parceiro/a no mesmo dia. A satisfação, o desejo e a excitação sexuais foram medidos com as questões acerca de até que ponto sentiram satisfação, desejo e excitação sexuais na sua última relação sexual, respetivamente. A adicção à internet foi medida através da escala IAT (Internet Addiciton Test), adaptada para a população portuguesa. Em homens e mulheres, maior uso problemático da internet associou-se a menor satisfação sexual. Na amostra total, maior duração de uso de smartphone correlacionou-se com menor satisfação. Menor satisfação sexual poderá estar relacionada com uma pior comunicação na relação, resultante do uso problemático da internet e potenciada pelo smartphone.
Smartphones are part of a daily life, playing a special role in our connection with others in romantic relationships’ context. Studies have focused on the relation between these devices and romantic relationships, however, there is a gap in the literature regarding individuals' sexual life and smartphone use. This research intends to study the relationship between the duration of smartphone use, the duration of smartphone use alone with the partner, and problematic internet use, on the one hand, and satisfaction, arousal, and desire in the last sexual relation, on the other. The sample consists of 200 participants, of which 162 were female and 38 were male. Smartphone usage was measured by information about how much time was spent with the smartphone on the day of the last sexual encounter and how much time was spent with the smartphone, when alone with the partner on the same day. Sexual satisfaction, desire, and arousal were measured with questions about how much sexual satisfaction, desire, and arousal were felt in the last sexual relation, respectively. Internet addiction was measured through the IAT (Internet Addiction Test) scale, adapted for the Portuguese population. For both sexes, greater problematic Internet use was associated with lower sexual satisfaction. In the total sample, greater duration of smartphone correlated with lesser sexual satisfaction. Lesser sexual satisfaction may be related to poorer communication in the relationship, resulting from the problematic internet use and potentiated by the smartphone.
Description: Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA - Instituto Universitário, na especialidade de Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/6323
Designation: Mestrado em Psicologia
Appears in Collections:PSAU - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
21789-OA.pdf1,67 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.