Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.12/6321
Title: Ser um outro casal, num outro lugar: Dois casais de negros, migrantes em Portugal, e as suas possibilidades e impossibilidades partilhadas no recoser da ancestralidade
Author: Carvalho, Beatriz Guerreiro Cabral de Palma
Advisor: Marques, Maria Emília
Keywords: Etnopsicanálise
Migração
Trauma histórico
Identidade
Narrativa de associação livre
Ethnopsychoanalysis
Migration
Historical trauma
Identity
Free association narrative
Defense Date: 20-Feb-2018
Abstract: Da necessidade de cortar com a abordagem que parte de uma perspetiva etnocêntrica para olhar o outro de uma cultura não-ocidental e que o coloca num lugar oprimido, parte-se, neste estudo, do olhar da Etnopsicanálise, de uma clínica transcultural, capaz de chegar à inteira subjetividade do sujeito negro, migrante, com uma contextualização histórico-social de um legado esclavagista e colonialista que perdura até hoje, criando fantasmas na psique daqueles migrantes. Utiliza-se o Método de Narrativas de Associação Livre (Hollway & Jefferson, 2000), na conceção de um sujeito psicossocial, permitindo aceder à sua experiência de negro que migra para Portugal, vindo de um país outrora colonizado por aquele. Realizam-se duas entrevistas a dois casais (os dois de São-Tomé, um deles com origens Cabo-verdianas) que migraram, já como casal, para Portugal. Ao analisar exaustivamente cada entrevista, foi possível notar os elementos que predominam da construção da identidade de cada participante, e do ser casal. Salienta-se a temática da transmissão psíquica de fantasmas esclavagistas – opressores, fiscalizadores e punitivos – para um dos casais, em que cada pessoa do casal se constrói em volta desse trauma histórico, e para quem a migração, e o ser casal, resultou num reforço daqueles fantasmas; salienta-se a temática de um caminho para a ancestralidade, de uma reconstrução da história penosa, para o outro casal, em que cada um, em mútuo acordo, se constrói a partir de, e prosseguindo com, aquele passado, e para quem a migração, e o ser casal, resultou na possibilidade de novas introjecções.
From the need to cut with the approach that comes from an ethnocentric perspective to look at the other from a non-ocidental culture, which puts him/her in a opressed place, we look from the Ethnopsychoanalysis perspective, of a transcultural clinic, able to get to the full subjetivity of the negro, migrant subject, with a social-historical context of the slavery and colonialist legacy that endures until today, creating phantoms in the psyche of those migrantes. We use the Free Association Narratives Method (Hollway & Jefferson, 2000), and its conceptualization of the psychosocial subject, allowing the acessment of his/hers experience has a negro who migrates to Portugal, coming from a country that was, beforewards, its colony. Two interviews are made to two couples (both from São-Tomé, one which has Cape-verdian origins) who migrated to Portugal already as couples. With an exhaustive analysis, it was possible to see the components that prevail from each participant’s identity, and from being a couple. It is emphasized the transmission of slavery phantoms – opressors, controlling and punitive – for one of the couples, and each person builts itself around that historical trauma, and for whom the migration, and being a couple, reforced those phantoms; it is emphasized the path to ancestery, of a reconstruction the painful story, for the other couple, and each person, in a mutual agreement, builds itself from that past, and for whom migration, and being a couple, resulted in the possibility for new introjections.
Description: Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário para obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Clínica.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/6321
Designation: Mestardo Integrado em Psicologia
Appears in Collections:PCLI - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
21711-OA.pdf974,93 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.