Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/627
Título: O desenvolvimento das representações de saúde e doença em crianças nos estádios concreto e formal
Autor: Malheiro, Marta R.
Orientador: Ribeiro, José Luís Pais
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Atitudes em saúde
Educação para a saúde
Instrumentos
Desenvolvimento
Saúde
Criança
Health psychology
Health attitudes
Health education
Instruments
Development
Health
Children
Data de Defesa: 2003
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Este estudo pretende averiguar as diferentes representações de saúde e doença nas crianças, ao longo do desenvolvimento cognitivo, segundo a classificação de Piaget relativamente aos estádios de desenvolvimento. Ou seja, este estudo pretende perceber como é que as crianças representam para si a diversidade de conceitos implícitos no âmbito da saúde e da doença. A amostra do estudo incide sobre 164 crianças pertencentes ao estádio concreto e 164 crianças pertencentes ao estádio formal, oriundas de um mesmo estabelecimento de ensino e com idêntico nível sócio-económico e cultural. Para a realização desta investigação foram utilizados dois instrumentos. O primeiro consistiu numa prova de combinatória "Jogo de Palavras" (Marchand, 1992), tendo sido cotada segundo dois tipos de raciocínio: operatório concreto e operatório formal. O segundo instrumento consiste num questionário, construído durante esta investigação, no qual se exploram questões relativas aos conceitos de saúde e doença. Através dos resultados constatámos que os conceitos de saúde e doença evoluem tendo em conta o desenvolvimento cognitivo. Verificamos que ambos os grupos relacionam causas, sintomas e consequências nos conceitos de saúde e doença. No entanto, o grupo operatório formal define estes conceitos de uma forma mais abstracta, relacionando estes diversos factores como um processo psicofisiológico. Os indivíduos do grupo operatório formal, da nossa amostra, têm uma compreensão mais completa e compreensiva das diversas partes da saúde e doença. Consequentemente, verificamos uma menor autonomia do grupo operatório concreto relativamente à saúde e à doença, encontrando-se estes mais dependentes do adulto.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/627
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM MALH-M1.pdf8,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.