Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/6029
Título: Desenvolvimento psicossocial e ansiedades nos jovens
Autor: Silva, Maria da Graça
Costa, Maria Emília
Palavras-chave: Desenvolvimento psicossocial
Ansiedade
Jovens
Psychosocial development
Anxiety
Young
Data: 2005
Editora: ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 23(2), 111-127.
Resumo: Este estudo, baseado na perspectiva do desenvolvimento psicossocial de Erikson, teve como principal objectivo estudar a relação entre as diferentes tarefas desenvolvimentais e a ansiedade nos jovens. Na presente investigação foi utilizada uma amostra de 511 jovens portugueses, com idades compreendidas entre os 17 e os 26 anos, que frequentavam diferentes cursos universitários em estabelecimentos de ensino superior da área metropolitana do Porto. De modo geral, verifica-se que a uma resolução das tarefas psicossociais de forma construtiva corresponde uma menor tendência para a ansiedade. Relativamente ao género, registam-se efeitos significativos nos medos, pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos e nos estádios do desenvolvimento psicossocial. Verifica-se que o género feminino assume médias mais elevadas na maior parte dos medos e o género masculino nas características obsessivo- compulsivas. O efeito do género nas diferentes tarefas psicossociais só se mostra significativo para a confiança vs. desconfiança em que as raparigas apresentam médias mais baixas comparativamente aos rapazes e médias mais elevadas na tarefa da indústria vs. inferioridade.
This research, based on the Erikson’s psychosocial development perspective, has as its fundamental goal to study the relations between developmental psychosocial tasks and anxiety in young people. In this study we used a sample of 511 Portuguese young people, with ages between 17 and 26 years, which attended several higher education courses in the Porto area. Globally, results show that a constructive resolution of psychosocial tasks corresponds to a smaller tendency for anxiety. Results also allow the understanding of the specific contribution each stage has concerning the development of different anxious structures. As for gender, results indicate the presence of significant effects for fears, obsessive thoughts and compulsive behaviours, as well as for psychosocial developmental stages.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/6029
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PCLI - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2005_23(2)_111.pdf75,55 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.