Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/595
Título: Como os professores lidam com os erros dos alunos
Autor: Inácio, Maria Alice Pereira
Data de Defesa: 1997
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Este trabalho pretende contribuir para a compreensão da forma como os professores lidam com os erros dos alunos. Considerando que o erro pode ser um elemento fundamental para o desenvolvimento do sistema cognitivo do sujeito, parece-nos importante perceber como os professores a ele reagem, e de que modo ele influencia a forma como estes planeiam as suas actividades para a sala de aula. Limitamos o nosso trabalho a um grupo de professores (cerca de 20) do 5° e 6o anos de escolaridade, e fizemos incidir o nosso estudo em erros relativos aos Números Decimais. Numa primeira fase, aplicamos um instrumento piloto a um grupo de alunos, de forma a determinarmos padrões de erros frequentes. Com base neste estudo, elaboramos uma Ficha de Trabalho constituída por quatro grupos de questões já respondidas, sendo o padrão de erro o mesmo em cada um desses grupos. Esta ficha foi, então, entregue a professores, sendo-lhes pedido que planificassem uma sessão de correcção de cada um dos grupos de questões da referida ficha, primeiro para a situação de classe, em seguida supondo que se referiam a um único aluno. Posteriormente foi pedido aos mesmos professores que respondessem a um breve questionário e a uma entrevista, relacionados com a mesma problemática. Pela análise efectuada parece poder-se concluir que os professores -embora manifestando grandes diferenças qualitativas no tratamento do erro quando em conversa individual com um aluno ou quando noutra situação - consideram, na sua generalidade, que a razão dos erros dos alunos é estes desconhecerem a teoria matemática implicada, ignorando possíveis causas inerentes ao funcionamento cognitivo humano. Neste trabalho, justifica-se a afirmação acima feita, explicitando-se as diferenças acima referidas. Esta investigação abre perspectivas para outras investigações e aponta para várias medidas que se considera urgente implementar, quer ao nível da formação inicial ou contínua de professores, quer ao nível do funcionamento da Escola. Estas perspectivas e mudanças são explicitadas neste trabalho.
Descrição: Dissertação de mestrado em Psicologia Educacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/595
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM INAC1.pdf6,19 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.