Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/593
Título: Brincar a sério: Concepções das mães sobre a importância da actividade lúdica no desenvolvimento da criança
Autor: Howorth, Ana Roman Navarro Stott
Palavras-chave: Psicologia educacional
Entrevista
Brincar
Aprendizagem
Desenvolvimento cognitivo
Desenvolvimento
Atitudes parentais
Mães
Educational psychology
Interview
Play
Learning
Cognition development
Parental attitudes
Mothers
Instruments
Data de Defesa: 2006
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: A presente investigação tem como principal objectivo compreender a percepção da importância da actividade lúdica no desenvolvimento da criança por parte de mães de crianças de 3 e 4 anos de idade. Pretende-se caracterizar as suas percepções relativas aos significados, funções, valorações e práticas inerentes à actividade lúdica dos seus filhos, na sociedade portuguesa e num grupo social e económico específico. A amostra foi constituída por vinte e oito mães de classe média-alta cujos filhos frequentam uma escola privada da região de Lisboa. O instrumento utilizado para recolha de dados, foi a entrevista semi-estruturada. Todas as entrevistas foram audio-gravadas com a autorização das inquiridas e foram posteriormente transcritas. Os resultados encontrados mostram que as mães revelam ter conhecimento da actividade lúdica dos seus filhos: identificam o fim-de-semana como a ocasião semanal em que as crianças mais frequentemente brincam, o “faz de conta” como a actividade que efectivamente preferem, o hábito de brincarem sozinhos e também com outras crianças, fora do ambiente escolar. Estas mães consideram a actividade lúdica desenvolvida pelos seus filhos como sendo suficiente e reconhecem as alterações que ela tem sofrido ao longo do tempo. A maioria das mães entrevistadas reconhece a utilização, presente ou passada, de objectos transitórios por parte dos seus filhos. Na opinião destas mães, a actividade lúdica tem um papel muito importante no desenvolvimento das crianças e os seus cônjuges fazem um juízo muito similar sobre esta matéria. O presente estudo despertou algumas questões que poderão ser ponderadas em novas investigações. A primeira a apontar é apurar se mães com habilitações académicas mais baixas partilham da mesma opinião em relação à importância da actividade lúdica dos seus filhos e se identificam as mesmas características nas suas brincadeiras. Averiguar, também, qual o papel do jogo nas crianças na sociedade actual e compará-lo com o papel que ele desempenhava em gerações anteriores. Por último, embora os pais considerem a actividade lúdica como momentos importantes, interrogar se as brincadeiras praticadas actualmente pelos seus filhos esgotam as necessidades de desenvolvimento que a investigação lhes reconhece.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Educacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/593
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM HOWO-A1.pdf4,89 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.