Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/5917
Título: As redes sociais, a solidão e a ansiedade
Autor: Silva, Joana Carolina Nogueira Pinheiro da
Orientador: Gouveia, Maria João Pinheiro Morais
Palavras-chave: Redes sociais virtuais
Solidão
Ansiedade estado
Ansiedade traço
Virtual social networks
State anxiety
Anxiety trait
Loneliness
Data de Defesa: 2017
Resumo: A frequência do uso das redes sociais virtuais pode ser regulada pela intensidade da ansiedade estado e traço ou da solidão experienciada pelo indivíduo. Neste estudo vai ser abordado, através de evidências empíricas, a relação existente entre os três constructos: Redes Sociais Virtuais; Ansiedade Estado e Ansiedade Traço; Solidão. Um total de 202 indivíduos responderam a um questionário online. Para avaliar as Redes Sociais utilizou-se a escala desenvolvida por Olufadi (2016), Social Networking Time Us Scale (SONTUS). A Ansiedade Estado e a Ansiedade Traço foram avaliadas através da versão portuguesa da escala Inventário de Estado e Traço (S.T.A.I.) de Silva e Santos (1997/1998). O ultimo constructo, a Solidão foi avaliada através da escala UCLA-Loneliness, aferida para português por Pocinho & Farate (2005). Através de um conjunto de regressões múltiplas, os resultados sugerem uma relação significativa, contudo negativa, entre a ansiedade traço e as redes sociais. É possível ainda observar que se obteve uma relação estatisticamente positiva no que se refere às regressões múltiplas entre a solidão e as redes sociais.
The frequency of use of virtual social networks can be regulated by the intensity of state and trace anxiety or the loneliness experienced by the individual. In this study, the relationship between the three constructs will be approached through empirical evidence: Virtual Social Networks; State Anxiety and Anxiety Trait; Loneliness. A total of 202 individuals answered an online questionnaire. To evaluate the Social Networks was used the scale developed by Olufadi (2016), Social Networking Time Us Scale (SONTUS). State Anxiety and Trait Anxiety was evaluated through the Portuguese version of the Inventory of State and Trait (S.T.A.I) de Silva e Santos scale (1997/1998). The last construct, Loneliness, was evaluated through the UCLA-Loneliness scale, measured in Portuguese by Pocinho & Farate (2005). Through a set of multiple regressions, the results suggest a significant, yet negative, relationship between trace anxiety and social networks. It is possible to observe that a statistically positive relation was obtained with regard to the multiple regressions between solitude and social networks.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA - Instituto Universitário para a obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/5917
Designação: Mestrado Integrado em Psicologia
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
19257.pdf1 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.