Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/588
Título: Características de ansiedade traço-estado, num grupo de indivíduos que exercem as funções de atendente e auxiliar de enfermagem num hospital psiquiátrico
Autor: Hirschfeld, Kléria Isolde
Orientador: Figueiredo, Eurico
Palavras-chave: Psicologia clínica
Ansiedade
Pessoal de saúde
Stress ocupacional
Enfermagem
Clinical psychology
Anxiety
Health personal
Ocupational stress
Nursing
Data de Defesa: 2001
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Através deste estudo, busca-se entender mais a fundo as questões ligadas à ansiedade, investigando a influência dos traços de personalidade e a formação académica, na sua manifestação. Para tanto, utiliza-se o Inventário de Ansiedade traço-estado de Spielberger, Gorsuch e Lushene (IDATE), traduzido e adaptado à população brasileira por Angela Biaggio e Luiz Natalicio 1979. A amostra é composta por oitenta e um indivíduos de ambos os sexos, dos quais quarenta e seis possuem formação académica voltada especificamente para a área de enfermagem, enquanto os demais (trinta e cinco) possuem o curso fundamental, com treinamento prático, para realização das tarefas de enfermagem e, a partir disso exercem a função de auxiliar e atendente de enfermagem, no Hospital Psiquiátrico São Pedro. As análises estatísticas dos dados levantados através do Inventário (IDATE) foram realizadas utilizando-se o pacote estatístico SPSS (Statistical Package for Social Sciences), versão 10.1. Neste processo, os itens que compõem as escalas do Inventário foram submetidos a um tratamento estatístico, onde buscou-se a valorização do instrumento a medida que se obteve, através dos cálculos estatísticos, o valor da sua consistência interna. Usou-se ainda o Teste de Levene's e o Teste "t" de Student voltando-se, assim, ao estudo da homogeneidade de variância, a partir da elaboração das médias correspondentes a cada item do instrumento, e níveis de significância correspondentes. A fundamentação teórica surge a partir de um percurso histórico e epistemológico, onde as questões sobre a ansiedade foram se delineando, definindo as noções fundamentais que permitem o entendimento das questões que se colocam nesta perspectiva. Os resultados mostram que a formação académica influencia no aumento da intensidade da ansiedade, provavelmente impulsionado pelas expectativas de busca de soluções para a clientela, que estão contidos na bagagem do conhecimento do enfermeiro, e limitadas pela característica da doença das pessoas atendidas (Paciente; psiquiátricos), bem como pelas características da própria instituição.
Descrição: Dissertação de mestrado em Psicopatologia e Psicologia Clínica
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/588
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM HIRS1.pdf7,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.