Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/569
Título: O preço da longevidade: Uma reflexão sobre a adesão à terapêutica anti-retroviral no sujeito infectado pelo VIH
Autor: Gonçalves, Vera Lúcia de Sousa
Palavras-chave: Psicossomática
Adesão à terapêutica
SIDA
VIH
Psiconeuroimunologia
Mecanismos de defesa
Alexitimia
Estudo de caso
Treatment complience
Psychosomatics
HIV
AIDS
Psychoneuroimunology
Defense mechanisms
Alexithymia
Case study
Data de Defesa: 2008
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: A presente investigação tem como objectivos principais: (1) reflectir sobre o fenómeno da adesão à terapêutica anti-retroviral (TARV); (2) compreender o funcionamento psicológico do sujeito infectado pelo VIH, nomeadamente no que concerne aos seus mecanismos de defesa e sua influência na adesão ao tratamento e (3) avaliar a presença de alexitimia no sujeito infectado, e sua relação com padrões de má adesão à terapêutica. 0 Delineamento do Estudo consistiu na Observação Participativa e na realização de um Estudo de Caso. Na primeira, são descritos alguns dados a partir da observação feita ao longo de um estágio de dezasseis meses no Serviço de Doenças Infecciosas do Hospital de Santa Maria, sendo referenciados alguns casos de doentes com dificuldades ao nível da adesão à TARV. No segundo, os instrumentos utilizados foram a Entrevista Clínica, o Inventário de Mecanismos de Defesa (DMI) e a Escala de Alexitimia de Toronto (TAS-20). Na análise dos dados da observação e dos casos referenciados, percebemos a multifactonalidade e complexidade do fenómeno da adesão. Foram expostos casos que se pautaram por alguma diversidade e nos quais a adesão incluía factores individuais, familiares, sociais, assim como factores relacionados com própria doença e tratamento. No Estudo de Caso apresentado, não verificámos uma influência directa dos mecanismos de defesa utilizados no comportamento face à terapêutica, assim como não se observou uma relação entre a presença de alexitimia e a não adesão à terapêutica. Consideramos assim que a adesão ao tratamento anti-retroviral é intrinsecamente dinâmica e determinada por uma matriz de factores interrelacionados, que se altera com o tempo, à medida que os próprios factores, bem como a adesão em si mesma, se transformam. Compreender os comportamentos de adesão implica considerar a rede complexa de condicionantes, tendo a noção de que se influenciam mútua e reciprocamente, bem como considerar todo o contexto psicossocial do indivíduo, as suas necessidades diárias e as experiências relacionadas com a doença.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicossomática
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/569
Aparece nas colecções:PSOM - Dissertações de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM GONC-VL1.pdf13,44 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.