Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/5684
Título: Family and friend support for adolescents with diabetes
Autor: Greca, Annette M. la
Thompson, Kristen M.
Palavras-chave: Adolescents
Family support
Peer support
Diabetes care
Adherence
Friends
Adolescentes
Apoio familiar
Apoio dos pares
Tratamento da diabetes
Aderência
Amigos
Data: 1998
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 1(16), 101-113.
Resumo: The present paper describes two studies of social support provided by family members and friends for adolescents’ diabetes care. Using a structured interview, 74 middle-income and 62 socioeconomically disadvantaged adolescents with diabetes described the ways that family members and friends provided support for several aspects of diabetes care (insulin shots, blood glucose monitoring, eating proper meals, exercise, and «feeling good about their diabetes»). In both samples, family members provided more support than did friends for diabetes care, especially for daily management tasks; friends provided considerable emotional support for diabetes. Few differences in support levels were observed as a function of the adolescents’ socioeconomic status. However, more of the low-income adolescents had friends who did not provide any support for their diabetes care. Implications of the findings are discussed with respect to encouraging parents to remain involved in adolescents’ treatment, and involving peers as supportive companions for the lifestyle aspects of adolescents’ diabetes care.
Este artigo descreve dois estudos sobre o apoio social de familiares e amigos a adolescentes com diabetes. Através de entrevistas estruturadas, 74 adolescentes de classe média e 64 de classe sócio-económica desfavorecida descrevem o apoio recebido em vários aspectos do tratamento da diabetes (injecções de insulina, análises da glicémia, alimentação adequada, exercício e no «sentir-se bem com a diabetes»). Em ambas as amostras, os familiares deram mais apoio nos tratamentos do que os amigos, especialmente nas tarefas quotidianas; os amigos deram sobretudo um apoio emocional considerável. Foram reduzidas as diferenças aos níveis de apoio em função do estatuto sócio- -económico dos adolescentes. No entanto, os adolescentes desfavorecidos tinham mais amigos que não davam apoio no tratamento da diabetes. Discutem-se as implicações dos resultados no sentido de encorajar os pais a participar no tratamento dos adolescentes, e de envolver os pares como companheiros que podem dar um apoio importante nos aspectos da vida social social mais afectados pela diabetes.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/5684
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PSAU - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1998_1_101.pdf942,44 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.