Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/5671
Título: As razões que a razão desconhece: Penso, logo engano-me?
Autor: Gonçalves, Miguel M.
Gonçalves, Óscar F.
Palavras-chave: Disfuncionalidade da análise de razões
Congruência relatos verbais-comportamento
Congruência atitude-comportamento
Dysfunctionality of reason analysis
Verbal report-behavior congruency
Attitude-behavior congruency
Data: 1997
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Análise Psicológica, 1(15), 111-122.
Resumo: Neste artigo realiza-se uma revisão dos estudos sobre análise de razões, desenvolvidos nas duas últimas décadas por Wilson et al. (cf., Wilson & Schooler, 199 I). Este programa de investigação tem demonstrado de forma sistemática que a análise de razões acerca do nosso comportamento produz efeitos disfuncionais, reduzindo a congruência atitude (medida de auto-relato)- comportamento ou conduzindo a uma menor satisfação pós-escolha em bens de consumo. São analisadas as propostas interpretativas desta disfuncionalidade, a possibilidade de interpretar estes resultados como uma função da desejabilidade social e o papel que as razões explicativas poderão ter na vida quotidiana. Finalmente, é proposta uma re-interpretação dos resultados destes estudos a partir da distinção entre pensamento narrativo e pensamento paradigmático (Bruner, 1986).
In this article we review the studies concerned with reason analysis, developed in the last two decades by Wilson et ai (cf., Wilson & Schooler, 1991). This research systematically demonstrates that behavioral reason analysis produces dysfunctional effects by reducing the congruency between attitudes (verbal report measure) and behaviors. The disfunctionality oF reason analysis also produces iess satisfaction afte;: choosing products for consumption. We analyse tht: interpretations of this dysfunctionality. Foremost, tht: possible interpretations of these results could be a product of social desirability and the function that explanatory reasons may have in daily life. Finally, we propose a re-interpretation of the results of these studies based on the distinction between paradigmatic thinking and narrative thinking (Bruner, 1986).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/5671
ISSN: 0870-8231
Aparece nas colecções:PSOC - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1997_1_111.pdf1,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.