Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/561
Título: Necessidades e recursos das famílias de crianças portadoras de síndrome de down residentes em área rural e área urbana
Autor: Gonçalves, Cândida Maria Fernandes
Orientador: Ramalho, Glória
Palavras-chave: Psicologia educacional
Sindrome de Down
Família
Ambiente urbano
Necessidades especiais
Instrumentos
Suporte social
Dissertations
Educational psychology
Down syndrome
Family
Urban environment
Rural environment
Special needs
Instruments
Social support
Data de Defesa: 2006
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Um dos maiores desafios que se coloca aos profissionais de intervenção precoce, neste início de século, prende-se com a necessidade emergente de alterar a forma como o papel dos pais de crianças com necessidades educativas especiais é encarado, reconhecido e respeitado. Uma das temáticas que nos últimos anos tem conhecido avanços conceptuais significativos é a que diz respeito à colaboração entre famílias e profissionais e à participação dos pais nos processos educativo e de decisão relativos à educação dos seus filhos com deficiência. No entanto, os resultados das investigações levadas a cabo neste domínio referem que a maioria dos pais não participa nesses processos de decisão ou participa de forma passiva. Os pais, por sua vez, de acordo com as referidas investigações, tem o sentimento de que os serviços de educação não avaliam nem respondem de forma adequada a algumas das suas necessidades familiares. Assim, para superar esta situação deve proceder-se à articulação e à conjugação de esforços entre as famílias e os serviços de apoio social formais. Considerando estes pressupostos e face à problemática específica das famílias com crianças portadoras de Síndrome de Down em idade pré-escolar, o objectivo geral do deste estudo foi o de identificar e analisar as necessidades percepcionadas e a utilidade atribuída às redes de apoio social destas famílias e, ainda, comparar os resultados obtidos em duas zonas geográficas diferentes. Integraram o estudo 51 famílias, pertencendo 24 à Zona Norte Interior - contexto social rural, e 27 à Zona de Lisboa - contexto social urbano. Estas famílias responderam a um questionário sobre necessidades das famílias, a uma escala de avaliação das redes de apoio social e preencheram uma ficha sobre as características da criança e da família. Sobre esses dados procedeu-se a uma análise descritiva e a uma análise inferencial recorrendo a métodos estatísticos. As conclusões obtidas revelam que as famílias das duas zonas geográficas são, globalmente, diferentes no que se refere às suas características, às percepções que têm sobre as suas necessidades e sobre a utilidade que atribuem às redes de apoio social. Contudo, existem categorias de necessidades e de redes de apoio social que são identificadas e avaliadas pela maioria das famílias nas duas zonas geográficas, designadamente as necessidades de informação e as redes de apoio social formais, bem como as necessidades sobre o funcionamento da vida familiar e as redes de apoio social informais não familiares indivíduos, as primeiras identificadas como necessárias e úteis e as segundas como não necessárias e não úteis. Conclui-se, ainda, que os resultados sobre a utilidade das redes de apoio social não são influenciados pela indisponibilidade destas, dado que a maioria das famílias identificou todas como muito disponíveis, à excepção das que integram a categoria informais não familiares sociais. É, ainda, de referir o facto de todas as redes de apoio social a que as famílias atribuíram maior utilidade serem aquelas que também foram identificadas pela grande maioria das famílias como as mais disponíveis. Este estudo pretende consubstanciar mais um contributo para o conhecimento sobre as necessidades e utilidade das redes apoio social das famílias de crianças com Síndrome de Down, bem como contribuir para a reflexão sobre o papel dos profissionais que integram as redes de apoio social formais, na medida em que este parece ser fundamental para um processo de mudança consistente no atendimento às crianças e suas famílias, nomeadamente na promoção da gestão eficaz das redes de apoio social existentes.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Educacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/561
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM GONC-CM1.pdf18,95 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.