Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/5485
Título: Aprendizagem da linguagem escrita nos dois primeiros anos de escolaridade e sua relação com o conhecimento metalinguístico
Autor: Gaiolas, Mónica Isabel Sampaio
Orientador: Martins, Margarida Alves
Palavras-chave: Leitura
Escrita
Conhecimento metalinguístico
Aprendizagem
Reading
Writing
Metalinguistic knowledge
Learning
Data de Defesa: 30-Set-2016
Resumo: Esta investigação teve como objetivo estudar a relação entre conhecimento metalinguístico (consciência fonológica, morfológica e sintática) e o desempenho em leitura e escrita, nos dois primeiros anos de escolaridade. Participaram 83 crianças de língua portuguesa de dois Agrupamentos de Escola seguidas do início do primeiro ano ao final do segundo ano de escolaridade. As mesmas foram avaliadas no início de cada ano letivo (provas de consciências fonológica, morfológica e sintática) e no final de cada ano letivo (leitura - fluência e compreensão e escrita de palavras e escrita de texto - esta última apenas foi avaliada no final de 2º ano). Após realizadas análises de regressão e após a elaboração de um modelo de equações estruturais, os resultados demonstraram que quando controlados o desenvolvimento cognitivo, a memória verbal e as habilitações da mãe, os melhores preditores da fluência de leitura foram a consciência fonológica e nomeação de letras no 1º ano e a consciência fonológica e a fluência leitora no 2º ano. Os melhores preditores da compreensão leitora foram a consciência sintática e a fluência leitora no 1º e 2º ano. A respeito da escrita de palavras, os melhores preditores foram a consciência fonológica e a sintática no 1º ano e a consciência fonológica e a escrita de palavras no 2º ano. Por último, os melhores preditores da escrita de texto foram a consciência sintática e a escrita de palavras. As provas de consciência morfológica não influenciaram diretamente nenhuma das medidas de leitura e escrita para além da já referida influência das variáveis mencionadas. Face aos resultados obtidos verificamos que o conhecimento metalinguístico tem um papel diferenciado no que respeita à sua influência nas medidas de leitura e escrita, parecendo a consciência fonológica influenciar mais diretamente a leitura e a escrita de palavras e a consciência sintática a compreensão leitora e escrita de texto. Por outro lado, verificamos que não só o conhecimento metalinguístico influencia a linguagem escrita como também a própria leitura e escrita medidas no final de primeiro ano influenciam a linguagem escrita medida um ano depois.
ABSTRACT : This research aimed to study the relationship between metalinguistic knowledge (phonological, morphologic and syntactical awareness) and reading and writing performance in the two first years of elementary school. Eighty-three Portuguese-speaking children were followed from the beginning of the first year to the end of the second year of schooling. They were evaluated at the beginning of each school year (tests of phonological, morphologic and syntactical awareness) and at the end of each school year (reading - fluency and comprehension -and writing - word and text writing – this last one was only evaluated at the end of the second year of schooling). After having done regression analysis and after the elaboration of a model of structural equations, the results obtained showed that when the cognitive development, the verbal memory and the mother’s educational level were controlled, the best predictors of reading fluency were the phonological awareness and the naming of letters in the first year and the phonological awareness and the reading fluency in the second year. The best predictors of the reading comprehension were the syntactical awareness and the reading fluency in the first and second year. In what concerns the writing of words, the best predictors were the phonological and the syntactical awareness in the first year and the phonological awareness and the writing of words in the second year. Finally, the best predictors of text writing were the syntactical awareness and the writing of words. The tests of morphologic awareness did not directly influence any of the reading and writing measures beyond the already mentioned influence of the other predictors. Our results suggest that the metalinguistic knowledge has a defined role in its influence on the measures of reading and writing; it seems that the phonological awareness influences more directly the reading and the writing of words and the syntactical awareness influences more directy the reading comprehension and the text writing. On the other hand, we have also verified that not only the metalinguistic knowledge influences the written language but also the reading and writing measured at the end of the first year influence the written language measured one year later.
Descrição: Tese de Doutoramento em Psicologia na área de especialidade Psicologia Educacional apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/5485
Designação: Doutoramento em Psicologia
Aparece nas colecções:PEDU - Tese de doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TES GAIO1.pdf2,36 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.