Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.12/5334
Title: O impacto da gestão de conflitos na relação entre cooperação e bem-estar em contexto hospitalar.
Author: Almeida, Sara Pinto Cavaleiro Ferreira de
Advisor: Almeida, Sara Pinto Cavaleiro Ferreira de
Keywords: Gestão de conflitos
Cooperação
Bem-estar psicológico
Conflict management
Cooperation
Psychological well-being
Defense Date: 2016
Abstract: Os estudos sobre o impacto da Gestão de Conflitos a nível organizacional, correlacionados com a Cooperação e o Bem-Estar psicológico, são ainda bastante escassos. A presente investigação teve como objetivo pesquisar empiricamente o impacto da Gestão de Conflitos na relação entre Cooperação e Bem-Estar psicológico, a nível do contexto hospitalar em Portugal. Tendo sido verificada uma grande similitude entre os contextos desportivo e organizacional, aplicámos uma versão portuguesa do Questionário de Cooperação Desportiva (QCD) de Almeida e colaboradores (no prelo), adaptada como Modelo de Cooperação em Contexto Organizacional, por Oliveira (2010). Procurámos então analisar o modo como diferentes profissionais do sector hospitalar (com destaque para médicos e enfermeiros) vivenciam e elaboram situações conflituais a nível do trabalho. A nossa investigação contou com a participação de 202 indivíduos do sector hospitalar, numa faixa etária entre 20 e 53 anos, com um ligeiro predomínio do sexo masculino (50.5%). Embora nenhuma das hipóteses iniciais propostas tenha sido diretamente comprovada neste estudo, pode assumir-se quanto à primeira hipótese que os dados apurados vão no mesmo sentido, uma vez que se verifica uma relação significativa entre a Cooperação e duas dimensões do Bem-Estar (Significado e Emoções Negativas). Quanto à segunda hipótese, constatou-se que a Gestão de Conflitos de Competição tem um efeito de mediação total na relação entre Cooperação e Significado (dimensão do Bem-Estar) e que a Gestão de Conflitos de Competição tem um efeito de mediação parcial entre a Cooperação e as Emoções negativas (dimensão do Bem-Estar).
ABSTRACT: There is a relative shortage of studies about the impact of Conflict Management, correlated with Cooperation and Psychological Well-Being, at organizational level. This investigation is focused on the empirical research of the impact of Conflict Management when correlated with Cooperation and Psychological Well-Being, on a hospital context. A portuguese version of the Sportive Cooperation Questionnaire was used (Almeida & al.), adapted as Modelo de Cooperação em Contexto Organizacional, Oliveira (2010). It was tried to analyse the way different professionals of the health sector (doctors and nurses mostly) experience conflict in the workplace. This investigation had the participation of 202 individuals between 20 and 50 years old, with a slight masculine predominance (50,5%). None of the proposed hypothesis were verified by this study, as can be verified by our conclusions. It can be assumed in the first hypothesis that the data obtained go in the same direction, since there is a significant relationship between Cooperation and two dimensions of Well-Being (Meaning and Negative Emotions). As for the second hypothesis, it was found that Competition Conflict Management has a total mediation effect on the relation between Cooperation and Meaning (dimension of Well-Being) and that Competition Conflict Management has a partial mediation effect between Cooperation and Negative Emotions (dimension of Well-Being).
Description: Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/5334
Designation: Mestrado em psicologia
Appears in Collections:PORG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
20809.pdf2,97 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.