Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/530
Título: Interagir e planificar: A construção de guiões na promoção da competência textual
Autor: Fonseca, Maria da Graça Cítima Parreira
Palavras-chave: Psicologia educacional
Instrumentos
Aprendizagem
Escrita
Competências de escrita
Desenvolvimento
Educational psychology
Instruments
Writing
Writing skills
Development
Data de Defesa: 2005
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Neste trabalho centrámo-nos nos modos de resolução de uma tarefa de escrita - a planificação de uma narrativa -, em situação individual e em interacção, seguida da sua reescrita. Assim, procurámos analisar o efeito das interacções sociais, enquanto elemento potenciador de progressos, relativamente ao desenvolvimento de tais competências, em idade escolar. Os objectivos remetem para a necessidade de avaliar os ganhos obtidos, por dois grupos de alunos (experimental e de controlo), na qualidade dos guiões produzidos do princípio para o final do ano e se os referidos ganhos eram superiores nos alunos que trabalhavam em interacção. Por outro lado, também tentámos perceber se, estes últimos, produziriam textos de melhor qualidade. Por isso, formulámos duas hipóteses. Na primeira, prevíamos maior evolução na qualidade dos guiões, dos alunos que trabalhavam em interacção, comparativamente com os que trabalhavam em situação individual. Na segunda, visávamos que se registaria maior evolução na qualidade dos textos produzidos pelos alunos que planificavam em interacção, do que naqueles que planificavam em situação individual. A experiência decorreu, na mesma escola, em duas turmas do 3o ano de escolaridade (14 alunos de uma das turmas constituiu o grupo de controle e 14 alunos da outra turma constituiu o experimental). A metodologia adoptada foi integrada no contexto das actividades das turmas, ao longo de três sessões, tendo o programa decorrido de Janeiro a Maio. Os alunos foram submetidos a um pré-teste em Novembro e a um pós-teste em Junho. Com o material produzido pelos alunos nestes dois momentos (guiões e produções escritas), foi feita a análise quantitativa. Para além da avaliação destas duas dimensões, também foram analisadas e caracterizadas as dinâmicas estabelecidas na planificação em situação diádica. Esperámos obter maior evolução na qualidade dos guiões dos alunos que trabalharam em interacção, no pós - teste, o que se confirmou pela análise quantitativa efectuada. Relativamente à qualidade dos textos produzidos, não se verificaram ganhos superiores no grupo experimental.
Descrição: Dissertação de mestrado em Psicologia Educacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/530
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM FONS-MG1.pdf7,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.