Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/528
Título: Análise das dificuldades sentidas na resolução de problemas da prova de aferição de matemática do 6º ano
Autor: Fonseca, Daniela Feio
Orientador: Ramalho, Glória
Palavras-chave: Psicologia educacional
Matemática
Números
Resolução de problemas
Instrumentos
Educational psychology
Mathematics
Numbers
Problem solving
Data de Defesa: 2003
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: O estudo que nos propusemos elaborar enquadra-se numa investigação mais ampla, que tem como objectivo geral compreender as dificuldades sentidas pelos alunos do 6o ano de escolaridade na realização das provas de aferição de aferição de matemática no ano de 2001. Na presente investigação, de carácter exploratório, procedeu-se à selecção dos itens da prova de aferição de matemática referentes às temáticas de números, cálculo e resolução de problemas. Assim, em termos de objectivos específicos, determinamos analisar os erros cometidos pelos alunos nos itens sobre esses temas; identificar as estratégias utilizadas na resolução desses itens; e detectar as dificuldades sentidas pelos alunos na resolução dos mesmos itens. A fim de cumprir os nossos objectivos, seleccionamos uma amostra constituída por 52 sujeitos pertencentes a duas turmas de alunos do 6o ano, com 26 alunos cada uma, de uma escola EB 2,3 situada na margem sul do Tejo, próximo de Lisboa, que se mostrou disponível para colaborar com o nosso estudo. As turmas foram seleccionadas de acordo com as suas características, ou seja, a escolha baseou-se no facto de serem turmas com um rendimento académico médio-baixo, que julgamos mais interessantes por possibilitarem ter acesso às dificuldades dos alunos relativamente aos seus conhecimentos matemáticos. Aos alunos da nossa amostra foi proposto que procedessem à resolução por escrito dos itens por nos seleccionados e, simultaneamente, utilizou-se, como instrumento do nosso estudo, uma entrevista do tipo clínico da qual se realizou uma gravação audio. Foi. também, administrado aos sujeitos um questionário, que elaboramos com o objectivo de caracterizar a nossa amostra relativamente a variáveis de carácter pessoal (sexo, profissão dos pais, etc.) e outras referentes às percepções relativamente à escola, às aulas de matemática e aos professores. Os dados foram tratados procedendo à análise de conteúdo dos vários protocolos e através do cálculo das frequências das diferentes categorias de respostas aos diferentes itens da prova e das respostas dadas ao questionário. Com este estudo descritivo podemos verificar que a maioria dos sujeitos manifesta grandes dificuldades na conceptualização dos números racionais, decimais e fracções, e em realizar operações com este tipo de números. Por outro lado, embora em menor número, também foram evidentes as dificuldades dos alunos ao nível da resolução de problemas, especificamente dificuldades na tradução matemática da linguagem verbal e na própria compreensão da linguagem do problema. As dificuldades em realizar problemas com mais de um passo ou com vários dados a tomar em consideração, também foram evidentes. Julgamos que a importância desta investigação esta relacionada, por um lado, com o facto de proporcionar uma melhor compreensão das dificuldades encontradas pelos alunos nos conteúdos matemáticos por nós abordados e, por outro lado, com o facto de poder vir a contribuir para uma melhoria progressiva das provas de aferição.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia Educaciona
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/528
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM FONS-D1.pdf8,74 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.