Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/524
Título: Desenvolvimento social da criança sobredotada
Autor: Figueiredo, Carla Alexandra Guerra de Oliveira
Data de Defesa: 2000
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: A criança sobredotada é geralmente descrita como uma criança com dificuldades de adaptação socio-emocionais. O interesse pelas suas características sociais e comportamentais tem procurado respostas ao longo de diferentes estudos, mas existem ainda incongruências entre a teoria e a realidade, que originam uma literatura confusa e inconsistente. A literatura sobre as características sociais da sobredotação, evidencia que a criança sobredotada tende a ter uma melhor competência social, melhor capacidade de adaptação e melhor capacidade de estabelecer relações eficazes de amizade do que as crianças não dotadas (Roedell, Jackson & Robinson, 1980). A área da relação entre pares também tem sido investigada como indicador do desenvolvimento social e comportamental da criança sobredotada. Nesta área muitos estudos demonstram que as crianças sobredotadas podem ser mais populares e exprimir mais satisfação nas suas relações com os colegas do que as crianças não dotadas. (Grace & Booth, 1958; Heber, 1956; Terman, 1925; Wright, 1990). A existência desta literatura que sugere que as crianças sobredotadas experimentam um desenvolvimento psico-social mais favorável, não é coerente com as evidências que alertam para o facto das crianças sobredotadas poderem estar social e comportamentalmente em risco. Os estudos sobre o desenvolvimento da criança enfatizam a importância de factores sociais no desenvolvimento do talento, particularmente na relação entre desenvolvimento afectivo e cognitivo (Monks & Lehwald, 1991). A observação de uma criança em sala de jardim de infância com dificuldades de interacção entre pares e com um grau de desenvolvimento cognitivo e criativo acima da média, não era congruente com a literatura que considerava que as crianças sobredotadas apresentavam melhor competência social e tornou urgente o aprofundamento do conhecimento sobre esta problemática. Como objectivo pretendeu-se estudar o processo de integração da criança sobredotada no grupo de jardim de infância em que se encontrava, procedendo-se a um estudo de caso e a um estudo teórico-prático. No estudo de caso, iniciado antes desta tese de mestrado, respondeu-se a escalas de identificação de crianças sobredotadas (Dorothy-Sisk, 1987; Renzulli-Hartman, 1971) e comparou-se os resultados do aluno o perfil da criança sobredotada (Winner, 1996). Verificou-se que os critérios de identificação do aluno em estudo eram correspondentes aos critérios indicativos de sobredotação, corroboradas pela identificação feita no Centro Português para a Criatividade, Inovação e Liderança. Visando responder às necessidades do aluno, desenvolveu-se um programa de desenvolvimento social e um programa de enriquecimento ao nível da linguagem, leitura e escrita. No estudo quantitativo, procedeu-se a uma descrição quantitativa que envolveu a definição do estatuto sociométrico do aluno em estudo (Coie & Dodge, 1982), a aplicação do questionário de solidão e insatisfação social (Asher et al. 1984) e do questionário de risco. A análise dos resultados dos instrumentos aplicados demonstrou que: (a) o aluno em estudo apresenta um estatuto sociométrico "Controverso"; (b) não se distancia da média dos colegas no que diz respeito ao questionário de solidão e insatisfação social; (c) apresenta resultados mais elevados nas categorias de participação, afirmação e agressividade do questionário de risco. A elaboração deste trabalho permitiu-nos concluir que, embora as dificuldades de integração social e de interacção com os pares fossem constatadas, é possível, com um currículo que ofereça desafios na área forte do desenvolvimento e que promova estratégias capazes de minorar a área fraca, diminuir drasticamente riscos de isolamento social e perturbação comportamental.
Descrição: Dissertação de mestrado em Psicologia Educacional
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/524
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM FIGU-C1.pdf8,86 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.