Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/517
Título: Parentalidade e problemas de comportamento
Autor: Ferreira, Liliana Paula Namora da Costa
Orientador: Pires, António Augusto Pazo
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Atitudes parentais
Factores de risco
Dificuldades de aprendizagem
Educação para a saúde
Health psychology
Parent attitudes
Risk factors
Learning
Disabilities
Health education
Data de Defesa: 2005
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: A maioria dos estudos realizados sobre Problemas de Comportamento em crianças com idade escolar apresenta a parentalidade como um dos factores de risco para o desenvolvimento destes problemas. No entanto poucos foram os estudos que incidiram sobre os pais destas crianças; assim, o objecto do nosso estudo foi tentar compreender os pais destas crianças, as suas características e preocupações. Foram realizadas catorze entrevistas semi-estruturadas a mães de crianças com problemas de comportamento encaminhadas pelos professores para a consulta de Avaliação Psicológica num Projecto de Intervenção Comunitária de Escola Inclusiva. Foi-nos possível enquadrar doze destas crianças no quadro de Perturbação de Oposição (DSM - IV). As crianças apresentam uma idade média de 8 anos tinham idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos, de ambos os sexos. As mães apresentam uma idade média de 36 anos, com idades compreendidas entre 25 e os 48 anos. Oito destes casais encontram-se divorciados ou separados, entre os quais quatro já constituíram novas famílias, encontrando-se as restantes casadas. Estas entrevistas foram depois transcritas e analisadas com base na Grounded Theory, construindo-se uma teoria dinâmica. Concluímos que estas mães apresentam características do quadro de personalidade dependente (DSM - IV), que em conjunto com a ausência da figura paterna da dinâmica familiar, contribuem para a formação de uma relação de dependência com os filhos, que não lhes permite impor as regras de conduta. As crianças acabam por ser imaturas, com dificuldades em lidar com a frustração, descontrolando-se emocional e comportamentalmente como resposta a este tipo de relação.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/517
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM FERR-LP1.pdf19,35 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.