Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/5002
Título: Um estudo de caso sobre as organizações que aprendem
Autor: Franco, Mário José Batista
Ferreira, Tânia Sofia da Costa
Palavras-chave: Aprendizagem organizacional
Modelo
Competitividade
Cultura
Investigação-acção
Learning organization
Model
Competitiveness
Culture
Action-research
Data: 2007
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Citação: Comportamento Organizacional e Gestão, 13(2), 169-189.
Resumo: Perante a actual envolvente, as organizações, para se tornarem competitivas, necessitam de recorrer a procedimentos, técnicas e instrumentos de gestão que assentem num processo de aprendizagem contínua. O objectivo deste artigo é, precisamente, conhecer e compreender melhor os procedimentos e mecanismos que a uma organização deve adoptar para se direccionar para o novo paradigma de gestão – as organizações que aprendem. Neste estudo propõe-se um modelo conceptual da “organização que aprende”, que assenta em quatro dimensões: (1) Cultura Organizacional, (2) Desenho Organizacional, (3) Partilha de Informação e (4) Liderança. Para validar este modelo, foi adoptada uma abordagem de investigação qualitativa que se aproximou de uma investigação-acção. Para o estudo, foi seleccionado um único caso – empresa YDream – e como métodos de recolha de dados adoptou-se: entrevistas, observação participante e análise documental. Neste estudo concluiu-se que uma organização, para alcançar o novo paradigma – organização que aprende, necessita de introduzir mudanças na sua política de gestão. A própria liderança deve entender e concordar colectivamente com a lógica de reestruturação organizacional proposta e que este novo desenho e cultura organizacional, bem como todas as implicações que possam advir, sejam explicadas e partilhadas claramente à totalidade dos colaboradores que fazem parte da organização. Para futuras investigações, nesta área do conhecimento sugere-se a realização de outros casos de estudo adoptando, em maior nível de profundidade, a metodologia investigação-acção. Trata-se de uma modalidade de investigação cujo objectivo é promover a mudança, invocada aqui, no campo organizacional.
Face to the actual organizational environment, firms are intended to achieve a climate in the organization that makes possible the implementation of innovation behaviours, creativity and continuous learning. This paper aims at understanding procedures and mechanisms that an organization should adopt to meet a new organizational paradigm – learning organizations. In this research, based on four dimensions (1) Organizational Culture, (2) Organizational Design, (3) Share of Information and (4) Leadership, a conceptual model of “learning organization” was proposed. To validate this model, an approach of qualitative research close action-research was adopted. For the study, a single case was selected – YDream firm. In the empirical research the following sources were adopted: interview, direct observation and documental analysis. The results support that an organization, to achieve a new paradigm – learning organization, needs to apply changes in its policy. It’s crucial that leadership understands and agrees collectively with the logic of organizational restructuration proposed, and that this new organizational structure and culture, as well as all the implications that can happen, must be explained and shared clearly with all collaborators who belong to the organization. Future researches, in this field, should proceed to other case studies, at a deeper degree, using an action-research methodology. This research method aims at foster changes in organizational field.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/5002
ISSN: 0872-9662
Aparece nas colecções:PORG - Artigos em revistas nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
COG, 13(2), 169-189.pdf349,11 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.