Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4636
Título: Illness perception, knowledge and self-care about cervical cancer
Outros títulos: Percepção da doença, conhecimento e autocuidado sobre o câncer do colo do útero
Autor: Castro, Elisa Kern de
Peuker, Ana Carolina
Lawrenz, Priscila
Figueiras, Maria João
Palavras-chave: Common sense model
Self-regulation
Cervical cancer
Human papillomavirus
Modelo do senso comum
Autorregulação
Câncer cervical
Papilomavírus humano
Data: 2015
Editora: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Citação: Psicologia : Reflexão e Crítica, 28, 483-489. doi:10.1590/1678-7153.20
Resumo: Prevention plays a central role in early detection of cervical cancer. Common Sense Model proposes that the nature and organization of illness representations can guide actions related to health and how self-care is exercised. The aim of this study was to describe and compare illness perception, knowledge and self-care in women with and without cancer precursor lesions. Participants were 92 women (aged 18-59) from primary care unity divided into two groups: women with and without premalignant lesion. Measures for illness perception, knowledge and self-care were used. There was no statistically signifi cant difference (t test e chi-square test) between groups in the variables analyzed. Despite the risk for cervical cancer, women with precursor lesions do not adjust their illness perceptions, knowledge and self-care to the situation. These data show the need to warn women against the cervical cancer risks, because their distorted perceptions and lack of knowledge about the disease may hamper the screening and control of cervical cancer.
A prevenção tem papel central na detecção precoce do câncer do colo do útero. O Modelo do Senso Comum propõe que a natureza e a organização das representações da doença podem orientar ações relacionadas à saúde e ao modo como o autocuidado é exercido. Este estudo buscou caracterizar e comparar a percepção da doença, o conhecimento e o autocuidado em mulheres com e sem lesões precursoras de câncer do colo do útero. Participaram 92 usuárias de uma Unidade Básica de Saúde (18-59 anos), dividas em dois grupos pareados por idade e escolaridade: com e sem lesões precursoras do colo do útero. Foram utilizados instrumentos de avaliação da percepção da doença, conhecimento sobre o câncer do colo do útero e autocuidado. Não houve diferenças estatisticamente signifi cativas (teste t e qui-quadrado) entre os grupos quanto às variáveis investigadas. Apesar de estarem em risco para o câncer do colo do útero, as mulheres com lesões precursoras não ajustaram sua percepção da doença, conhecimento e autocuidado à situação. Esse dado alerta para a necessidade de sensibilizar as mulheres sobre o risco da doença, já que percepções errôneas e o desconhecimento sobre a doença podem difi cultar o seu amplo rastreio e controle.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4636
DOI: 10.1590/1678-7153.20
ISSN: 1678-7153
Aparece nas colecções:PSAU - Artigos em revistas internacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PCR_28_483-489.pdf372,81 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.