Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/434
Título: Estudo da qualidade de vida em sujeitos com traumatismo crânio-encefálico
Autor: Coelho, Carla Alexandra Rodrigues
Orientador: Ribeiro, José Luís Pais
Palavras-chave: Psicologia da saúde
Health psychology
Data de Defesa: 2000
Editora: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Resumo: Esta investigação teve como objectivos: (a) estudar a Qualidade de Vida (QDV) nos sujeitos que sofreram Traumatismo Crânio-Encefálico (T.C.E.) há mais de um ano; (b) averiguar a existência de diferenças estatisticamente significativas a nível da QDV entre os participantes com T.C.E. (n= 40) e um grupo de sujeitos sem doença (n= 379) e (c) averiguar a existência de diferenças estatisticamente significativas a nível da QDV entre os participantes com T.C.E. e um grupo de sujeitos sem doença, em função da variável sexo. O instrumento utilizado visa descrever a QDV relacionada com a Saúde e é um Questionário baseado no 36-Item Short-Form Health Survey (SF-36) e no F-84 (Forma de 84 itens). Inclui 47 itens divididos em 12 Sub-Escalas: Saúde Geral, Transição na Saúde, Funcionamento Físico, Papel Físico, Papel Emocional, Funcionamento Social, Dor Corporal, Vitalidade, Saúde Mental, Concentração, Família e Trabalho. Os resultados obtidos revelaram uma correlação negativa entre a idade e as Sub-Escalas: Vitalidade, (r= - 0,36, p<0,05), Saúde Mental (r= - 0,32, p<0,05), Saúde Geral (r= - 0,37, p<0,05), Concentração (r= - 0, 42, p<0,01) e Família (r= - 0,45, p<0,05). Os solitários (categoria constituída pelos divorciados, solteiros e viúvos) apresentaram melhor Papel Físico e Emocional, quando comparados com os casados/em coabitação. Os sujeitos Activos com Baixa foram aqueles que fizeram uma avaliação mais negativa do seu Funcionamento Físico, Saúde Mental e Dor Corporal. A Terapia Ocupacional demonstrou ter efeitos positivos ao nível da Vitalidade, a Fisioterapia a nível do Funcionamento Físico, a Fisiatria a nível da Saúde Geral, a Orientação Vocacional/Profissional a nível da Saúde Mental, Papel Emocional e Funcionamento Social. Os traumatizados crânio-encefálicos demonstraram ter pior QDV do que os sujeitos sem doença. Os homens com doença apresentaram mais queixas acerca da QDV, quando comparados com as mulheres com doença.
Descrição: Dissertação de mestrado em Psicologia da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/434
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DM COEL-C1.pdf7,8 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.