Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4274
Título: A auto-determinação em pessoas com autismo
Autor: Gonçalves, Rita Margarida Duarte
Orientador: Ornelas, José H.
Palavras-chave: Auto-determinação
Autismo
Adultos
Perspectiva ecológica
Self-determination
Autism
Adults
Ecological approach
Data de Defesa: 2008
Resumo: Ao longo de vários anos tem sido salientada a importância que a auto-determinação tem na vida de todos e o quanto são fundamentais as oportunidades de escolha, de tomada de decisões e de um trabalho conjunto para a promoção de comportamentos de autodeterminação junto das pessoas, incluíndo as pessoas com autismo. Neste sentido, pretendiase com esta investigação observar os comportamentos auto-determinados em duas pessoas com autismo, nomeadamente a cinco níveis: conhecimento e valorização de si, actuar, planear e experienciar resultados e aprender e, ainda, avaliar questões relacionadas com a autonomia. Os participantes da amostra foram um jovem adulto com 18 anos e um adulto com 27 anos, do sexo masculino, ambos com autismo; os técnicos que os acompanhavam e as mães. Foram utilizados dois questionários e uma checklist de observação, cujos autores são Alan Hoffman, Sharon Field e Shlomo Sawilowsky (2004). Com esta metodologia, foi possível verificar que, em termos de auto-determinação, existem algumas dificuldades por parte destas pessoas com autismo, mas o fundamental é que apresentam comportamentos auto-determinados no seu dia-a- dia, mostrando deste modo, que têm habilidades de empowerment nas suas vidas.
ABSTRACT: During the years it has been referred the importance of Self-Determination in people’s life and the importance of having different opportunities to choose from, decision making and a collaborative work to the promotion of self-determined behaviours for all, including persons with autism. Following this conceptualization, this research focused on observing the selfdetermined behaviours in two persons with autism, especially at five levels: knowledge and personal valorisation, planning, acting and experience outcomes and learn and, also, evaluate autonomy. The participants were two young adults aged 18 and 27, both male and with autism; the professionals that work with the two adults and their mothers. Two different scales were used and one observation checklist, made by Alan Hoffman, Sharon Field and Shlomo Sawilowsky (2004). With this methodology it was possible to observe that are evident difficulties, in terms of Self-Determination, but both participants presented selfdetermined behaviours and showed empowering skills in their daily life.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4274
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15218.pdf301,19 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.