Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4271
Título: Adaptação da Revised Death Anxiety Scale (RDAS) para adultos idosos portugueses
Autor: Carvalho, Graça Maria Ramos Jara de
Orientador: Diniz, António Augusto Pinto Moreira
Palavras-chave: Adultos idosos
RDAS
Psicometria
AFC
Validade concorrente
Old-adults
Psychometry
CFA
Concurrent validity
Data de Defesa: 2008
Resumo: O estudo da ansiedade face à morte no adulto idoso merece uma atenção especial. Este trabalho visa a análise da validade de constructo da adaptação para adultos idosos portugueses da Revised Death Anxiety Scale (RDAS), consistindo no teste (análise factorial confirmatória) de duas estruturas tetradimensionais oblíquas alternativas propostas para a prova (Thorson & Powell, 1984, 1992). Foi também testada a hipótese de uma estrutura unidimensional para a RDAS, porque no apuramento de resultados comummente seguido na utilização da escala não são consideradas as suas subescalas. A amostra foi constituída por 451 participantes (M = 77 anos), institucionalizados e não institucionalizados. Descreve-se sumariamente o procedimento de tradução e de recolha de dados (hetero-administração) e comparam-se os resultados do teste dos três modelos alternativos. A selecção do modelo de alta ansiedade de Thorson e Powell (1992), mas com uma estrutura bidimensional obliqua de 12 itens, resultou da análise da validade convergente e da consistência interna dos factores, e da validade discriminante entre factores. Avaliou-se ainda a validade concorrente deste modelo através do teste de diferenciação entre grupos conhecidos. Discute-se a sustentação teórica desta estrutura factorial alternativa da RDAS para adultos idosos.
ABSTRACT: The study of death anxiety in old-adults deserves special attention. The aim of this paper is to analyse the validity of the adaptation of the Revised Death Anxiety Scale (RDAS) for Portuguese old-adults, consisting in a test (confirmatory factor analysis) of two tetradimensional oblique structures proposed alternatively (Thorson & Powell, 1984, 1992). A unidimensional structure of the RDAS was also tested, because the results obtained in the most commonly used test do not take subscales into account. The sample included 451 participants (M = 77 years), both institutionalized and not institutionalized. The process of translation and data gathering are briefly described (hetero-administration) and the results of the test for the four alternative models are then compared. The selection of the Thorson and Powell (1992)’s high-anxiety model, but with a two-factor oblique model with 12 items, resulted both from the analysis of the converging validity and the internal consistency of the factors in question and of the discriminating validity between these factors. This paper also examines the concurrent validity of the model on the basis of a differentiating test applied to known groups. The theoretical underpinning of this alternative structure of the RDAS for old-adults is discussed.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4271
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15186.pdf251,11 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.