Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4262
Título: Percepção das relações familiares em vítimas de bullying rapazes de 11 e 13 anos
Autor: Sabino, Daniela Sofia Lopes
Orientador: Vila Real, Ângela
Palavras-chave: Vítimas
Bullying
Pré-adolescência
Relações familiares
Victims
Bullying
Pre-adolescence
Family relationships
Data de Defesa: 2008
Resumo: O presente estudo de carácter qualitativo tem como objectivo verificar se existem diferentes percepções das relações familiares em participantes neutros e em vítimas de bullying de 11 e 13 anos. A amostra é constituída por um grupo teste (6 vítimas de bullying de 11 anos e 6 vítimas de bullying de 13 anos) e um grupo de controlo (6 participantes neutros de 11 anos e 6 participantes neutros de 13 anos), em que todos os participantes pertencem ao sexo masculino e são oriundos do Agrupamento Vertical de Portel (distrito de Évora). Numa primeira fase os participantes responderam a duas questões da Escala «Comportamento e Saúde em Jovens em Idade Escolar» adaptada por Matos et al. em 2000, de forma a identificar agressores, vítimas e sujeitos neutros face ao bullying. Posteriormente, aplicou-se o Family Relations Test de Bene e Anthony, com o fim último de analisar a percepção dos pré-adolescentes em estudo relativamente às suas relações familiares. Os resultados obtidos confirmam a hipótese de que a percepção das relações familiares difere nos dois grupos: as vítimas de bullying envolvem-se mais com a Mãe do que com o Pai. Também se confirma a hipótese de que os rapazes vitimados consideram que a Mãe é super-protectora, ao contrário dos participantes neutros. Apenas se infirma a hipótese de que os participantes de 11 anos, quer sejam neutros ou vítimas se envolvam mais com o Pai, ao contrário dos participantes de 13 anos que se envolvem mais com a Mãe.
ABSTRACT: This study is qualitative in nature as to ascertain whether there are different perceptions of family relationships in neutral participants and victims of bullying, 11 and 13 years. The sample consists of a test group (6 victims of bullying of 11 years and 6 victims of bullying, 13 years) and a control group (6 neutral participants of 11 years and 6 neutral participants, 13 years), in which all participants are male and come from the Vertical Group of Portel (district of Évora). Initially the participants answered two scale questions «Health Behavior in School-Age Youth» adapted by Matos et al. in 2000, to identify perpetrators, victims and neutral participants in the bullying. Subsequently, the Family Relations Test from Bene and Anthony was applied, with the ultimate goal of analyzing the perceived pre-adolescents in the study regarding their family relationships. The results confirm the hypothesis that the perception of family relationship differs in two groups: the victims of bullying had a stronger relationship with the Mother rather than the Father. It also confirms the hypothesis that the boys’ victims believe that the mother is super-protective, unlike the neutral participants. Only the assumption that participants with 11 years old, either neutral or victims, are involved more with the Father comparing to 13 years old participants who are more involved with the Mother was rejected.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4262
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
14760.pdf429,55 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.