Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4249
Título: “Nós fazíamos faísca um com o outro” : História de vida de um homicida
Autor: Cavaca, Andreia Filipa Reis
Orientador: Pais, Lúcia Maria de Sousa Gomes Gouveia
Palavras-chave: Homicídio
História de vida
Psicanálise
Criminogénese
De Greeff
Homicide
Life story
Psychoanalysis
Criminogenese
Data de Defesa: 2009
Resumo: No âmbito de um estudo qualitativo, o presente trabalho tem como base a história de vida de um sujeito do género masculino, de 30 anos de idade, que se encontra a cumprir pena por crime de homicídio num estabelecimento prisional da zona da grande Lisboa. O objectivo do trabalho prende-se com a compreensão dos significados e motivos que conduziram o sujeito à passagem ao acto, através da análise da sua trajectória de vida e do processo criminógeno. Para aceder à história de vida recorremos às entrevistas não estruturadas e semi-directivas, à função do próprio investigador e ao diário de campo. A história foi recolhida em contacto directo com o sujeito, tendo em atenção as suas vivências, experiências e acontecimentos importantes, dando espaço ao sujeito para se contar livremente. O método usado revelou-se eficaz pois permitiu aceder a uma compreensão do funcionamento psicológico do sujeito que, por sua vez, possibilitou entender como o acto homicida se inscreveu na vida do participante. A base da interpretação da história foi a teoria de Etienne De Greeff, através da análise de conteúdo e do biograma. Na discussão atendemos, também, à teoria psicanalítica e desenvolvimental, de modo a completar a compreensão da passagem ao acto. Compreendemos que o participante sofreu um processo criminógeno lento, marcado pela humilhação e por fenómenos de falsa compensação. As vivências traumáticas da infância, que conduziram a uma vinculação deficitária, a uma instabilidade emocional e ao insucesso na passagem pelo Édipo, apresentaram-se como facilitadores da passagem ao acto homicida.
ABSTRACT: Within a qualitative study, this work is based on the life story of a male subject, aged 30, which was sentenced for the crime of murder and its now doing time in a prison in the Greater Lisbon area. The aim of the work is to understand the meanings and motives that led the subject to pass to the act, by examining his life path and his criminogen process. To access his life story we use the non-structured and semi-directives interviews, the role of the researcher and a field diary. The story was collected in direct contact with the subject, taking into account his experiences and major events, giving space to the subject to talk freely about himself. The method has proved effectiveness because it allowed to understand the psychological functioning of the subject which, in turn, allowed to understand how the homicidal act was part of the subject’s life. The interpretation of the history is based on the theory of Etienne De Greeff, through a content analysis and a biogram. In the discussion we also attended to the developmental and psychoanalytic theory in order to complete the understanding of the passage to the act. We understood that the participant has a slow criminogen process, marked by humiliation and the phenomena of false compensation. The traumatic experiences of childhood, which led to a week attachment, emotional instability and a failure in the passage by Oedipus, were facilitators of the transition to the homicidal act.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4249
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
12228.pdf2,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.