Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4248
Título: A influência do divórcio na relação pai-filhos
Autor: Martins, Maria Leonor Soares dos Reis Serrano
Orientador: Sá, Eduardo
Palavras-chave: Divórcio
Relação pai-filhos
Paternidade
Família
Divorce
Father-child relationship
Fatherhood
Family
Data de Defesa: 2009
Resumo: A crescente banalização do divórcio nos dias de hoje motivada por valores geracionais e novos conceitos de felicidade, em contraponto com uma maior preocupação social nas alterações familiares levanta questões no que diz respeito às relações entre pai e filhos. Deste modo, o objectivo geral deste estudo é perceber de que forma o divórcio está relacionado com a relação pai-filhos. Ou seja, Será que os filhos de pais divorciados percepcionam a sua relação com o pai como pior do que os filhos de pais casados? Para responder a esta questão, pensou-se ser pertinente perceber de que maneira o estado civil dos pais influencia não só a qualidade da relação pai-filhos como alguns componentes dessa relação como a frequência de comunicação, a frequência do contacto e as actividades que fazem quando estão juntos. É importante perceber qual a influência que o divórcio tem nesses factores e qual a influencia que estes factores têm na qualidade da relação. O estudo contou com a participação de 100 crianças entre os 10 e os 12 anos de idade, 73 com os pais casados e 27 com os pais divorciados. Concluiu-se (a) que as crianças dos dois grupos não diferem de forma significativa na sua percepção da qualidade da relação com o pai, ou seja, os filhos de pais divorciados não sentem a sua relação com o pai como pior, nem maiores níveis de afastamento, do que os filhos de pais casados; (b) que os factores como a comunicação e o contacto só influenciam a qualidade da relação nas crianças filhas de pais divorciados não tendo qualquer influência nos filhos de pais casados.
ABSTRACT: The increasing vulgarity of Divorce nowadays, caused by generation values and new concepts of happiness, against a bigger social concern in the family changes, rises questions about the Relationship between Father and Children. This being so, the general aim of this study is to understand in which way the Divorce influences the Father-Child Relationship. Meaning, Do children with divorced parents understand their Relationship with their father worst than those with married parents? To answer this question we thought it would be interesting to understand in which way the parents marital status affects not only the quality of the Father-Child Relationship as well as some elements of that Relationship, like the frequency of communication, the amount of contact, and the activities they develop together. It is important to understand the influence that these factors have in the quality of the Relationship. The study was carried out with the participation of 100 children aged from 10 to 12 years old, 73 with married parents and the remaining 27 with divorced parents. We concluded that (a) both groups are not significantly different in their perception of the quality of their Relationship with the father, meaning, the children of divorced parents don’t feel the Relationship with their father worst, nor bigger levels of distance than children of married parents; (b) The factors like communication and contact only influence the quality of the Relationship in children of divorced parents having no influence in children of married parents.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4248
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
12189.pdf1,32 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.