Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4238
Título: Práticas educativas parentais: Uma comparação entre famílias adoptivas e famílias não-adoptivas
Autor: Marques, Marta
Orientador: Martins, Eva Delgado
Palavras-chave: Práticas educativas parentais
Famílias adoptivas
Famílias não-adoptivas
Parental practices
Adoptive families
Nonadoptive families
Data de Defesa: 2010
Resumo: As Práticas Educativas Parentais têm sido um assunto pouco estudado nas famílias adoptivas. Estas reflectem os comportamentos e acções parentais que estruturam o comportamento da criança e lhe proporcionam a maior autonomia e conforto possíveis, contribuindo assim para o seu desenvolvimento sustentável. Este estudo teve como objectivo perceber se existem diferenças entre as Práticas Educativas Parentais (PEP) em famílias adoptivas e não-adoptivas. Assim, participaram nesta investigação 16 famílias adoptivas e 16 famílias não-adoptivas, compostas por mãe, pai e criança entre os 7 e os 10 anos de idade. O instrumento utilizado na recolha dos dados foi a entrevista de práticas educativas parentais, que contempla quatro dimensões: Autonomia Apoiada, Estrutura, Afecto e Percepção da Família. Os resultados demonstraram-nos mais Práticas Educativas Parentais de Autonomia Apoiada, Estrutura e Afecto e uma melhor Percepção da Família nas famílias adoptivas que nas famílias não-adoptivas. Neste sentido, verificaram-se diferenças entre as PEP dos pais adoptivos em comparação com os pais não-adoptivos (sexo masculino) relativamente ao apoio prestado na integração e exploração social, ao uso de comportamentos indutivos na regulação do comportamento da criança e a um maior envolvimento afectivo. Esta maior participação nas tarefas parentais resulta numa melhor percepção das crianças e dos próprios pais relativamente à sua família. Por conseguinte, verificou-se que nas famílias adoptivas existe uma maior partilha das tarefas inerente às práticas educativas parentais, em contraste com um padrão mais tradicional nas famílias não-adoptivas, no qual a mãe assume a maior responsabilidade destas tarefas.
ABSTRACT: Parental Practices are a subject with little research among adoptive families. They reflect parental actions and behaviors that structure children’s behavior, and provide more autonomy and comfort, hence contributing to theirs sustainable development. The present investigation was aimed to understand differences between Parental Practices in adoptive and nonadoptive families. Therefore, in this investigation participated 16 adoptive families and 16 nonadoptive families, composing on mother, father and child, between 7 and 10 years old. The instrument used for data collection was the parental practices interview, contemplating four dimensions: Autonomy Support, Structure, Affect, and Family Perception. Results reported more Parental Practices of Autonomy Support, Structure, and Affect and a better Family Perception among adoptive families. Furthermore, differences were verified between Parental Practices of adoptive fathers and nonadoptive fathers, concerning to given support in social integration and exploration, to usage of inductive behaviour on child behaviour regulations, and a more affective involvement. This larger participation in parental tasks results in a better child and parental perception of their family. Therefore, was verified that adoptive families share more tasks regarding Parental Practices. Contrastingly, there is a traditional pattern in nonadoptive families, in which mothers takes more responsibility about these particulary tasks.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4238
Designação: Mestrado em Psicologia
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
13810.pdf630,29 kBAdobe PDFVer/Abrir
13810_Anexos.pdfAnexos3,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.