Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4169
Título: A influência do inconsciente insular açoriano nos estudantes universitários
Autor: Cordeiro, Mariana Portugal Pacheco
Orientador: Juhos, Csongor
Palavras-chave: Migrantes
Homesickness
Vinculação
Ansiedade
Migrants
Linking
Parental anxiety
Separation anxiety
Anxiety
Data de Defesa: 2015
Resumo: A transição para a universidade constitui, por si só, uma altura de grandes mudanças para os estudantes. Para além das novas exigências “exteriores” (inerentes à nova organização dos estudos e tarefas do quotidiano), o ingresso nos estudos superiores concretiza um conjunto de sonhos e aspirações, mas, pode acontecer que o jovem se dê agora conta de que escolheu uma via difícil, ou de que esta, afinal, não é o que imaginara. Estratégias de coping diversas serão exigidas para fazer face a estas novas experiências. Estas mudanças são circunstâncias específicas para os estudantes dos Açores, nomeadamente da ilha de São Miguel, que, sofrem uma série de implicações como mudança de residência, adaptação a um ambiente diferente, criação, adaptação a uma nova rede de relações sociais, a que se junta um inconsciente insular, matriz perene, de toda a sentimentologia e comportamento do ser ilhéu. Por outro lado, está implícita a temática da separação-individuação, que é por sua definição ansiogénica. A presente dissertação tem como objetivo analisar a influência de três tipos de migrantes - estudantes universitários de São Miguel: 1- Estudantes que optaram por um percurso académico em Portugal Continental e concluíram, ou estão a concluir os estudos (migrantes 1); 2- Estudantes que optaram por um percurso académico em Portugal Continental e regressaram sem concluir os estudos (migrantes 2); 3- Estudantes que optaram por um percurso académico em São Miguel e concluíram ou estão a concluir os estudos (migrantes 0); com o desenvolvimento de sintomatologia ansiosa, e com as variáveis “vinculação”, “saudades de casa”, “ansiedade parental”, “ansiedade de separação”. As hipóteses em estudo, revelam que os “migrantes 2” têm mais impacto sob as variáveis «ansiedade» (hipótese 1), e «homesickness» (hipótese 2), e que os “migrantes 0”, têm mais impacto sob as variáveis « ansiedade parental» (hipótese 4) e «ansiedade de separação» (hipótese 5). A hipótese três revelou que não existem diferenças entre os três tipos de migrantes.
ABSTRACT: The transition to college is, by itself, a time of great change for students. In addition to the new requirements (inherent in the new organization of studies and leisure), the entry in higher education embodies a set of dreams and aspirations, but it may happen that the young now realize that chose a difficult path, or that this, after all, is not what was expected. Various coping strategies will be required to meet these new experiences. These changes are specific circumstances for students of the Azores, namely the island of São Miguel , who suffer a number of implications as relocating, adapting to a different environment , creation, adapting to a new network of social relations, which joins an island unconscious , perennial matrix of all feelings and behavior of islet . This thesis aims to analyze the influence of the types of migrants - college students of São Miguel: 1. Students who opted for an academic course in Portugal and completed, or are concluding their studies (migrants 1); 2- Students who opted for an academic course in Portugal and returned without concluding the studies (migrants 2); 3- Students who opted for an academic course in San Miguel and completed, or are concluding their studies (migrants 0); with the development of anxiety symptoms, and the variables "attachment", "homesickness", "parental anxiety" and "separation anxiety." The hypothesis in this study reveal that “migrants 2” have more impact on the variables 'anxiety' (hypothesis 1), "homesickness" (hypothesis 2) and "linkage" (hypothesis 3), and that the “migrants 0”, have more impact on the variables "parental anxiety" (hypothesis 4) and "separation anxiety" (hypothesis 5). Hypothesis 3 revealed that there are no differences between the three types of migrants.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4169
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
18112-RA.pdf2,98 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.