Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4144
Título: Satisfação com o suporte social em mulheres sobreviventes do cancro da mama
Autor: Ribeiro, Maria Cláudia Marques
Orientador: Alvarez, Inês
Palavras-chave: Neoplasia mamária
Suporte social
Mulheres sobreviventes
Breast neoplasm
Social support
Female survivors
Data de Defesa: 2010
Resumo: O cancro da mama é considerado um acontecimento stressante, pelo que a investigação tem se focado nos factores adaptativos e facilitadores ao nível da saúde, sobrevivência e qualidade de vida. O suporte social é um mecanismo de coping eficaz não só durante a vivência da doença crónica, como na fase posterior ao tratamento, possibilitando um ajustamento psicossocial positivo. Este estudo descritivo transversal teve como objectivo analisar a satisfação com o suporte social em mulheres sobreviventes do cancro da mama, e averiguar algumas variáveis sociodemográficas e clínicas que influenciam esta relação. A amostra foi composta por 50 mulheres sobreviventes, com idades compreendidas entre os 35 e 80 anos. Verificou-se que as participantes sentem-se mais satisfeitas com o suporte proporcionado pelos amigos e mais insatisfeitas com as actividades sociais. Observou-se ainda que as sobreviventes desempregadas estão mais satisfeitas com suporte familiar (K = 5,953; ρ = 0,203) e as mulheres submetidas a cirurgia reconstrutiva encontram-se menos satisfeitas com a sua intimidade (Z = -0,176; ρ = 0,027). Os resultados sugerem que o suporte social desempenha um papel valioso na gestão da doença crónica, e a satisfação com as fontes de suporte pode ter impacto na qualidade de vida das sobreviventes, sensibilizando para um possível aumento de intervenções e apoio psicossocial dirigido à mulher, à sua feminilidade e relações significativas.
ABSTRACT: Breast cancer is considered a stressful event, so research has focused on factors and adaptive facilitators concerning health, survival and quality of life. Social support is a powerful coping mechanism not only for the experience of chronic illness, such as during post-treatment, enabling a positive psychosocial adjustment. This cross-sectional study aimed to examine satisfaction with social support in female breast cancer survivors, and examine some of the socio-demographic and clinical factors that may influence this relationship. The sample consisted of 50 female survivors aged between 35 and 80 years. It was found that the participants feel more satisfied with support from friends and more dissatisfied with social activities. It was also observed unemployed survivors are more satisfied with support from family (K = 5,953; ρ = 0,203) and women undergoing reconstructive surgery are less satisfied with their intimacy (Z = -0,176; ρ = 0,027). Results suggest social support plays a valuable role in managing chronic illness and the satisfaction with sources of support may have an impact on survivors’ quality of life, raising awareness for increasing psychosocial interventions and support aimed at women, their femininity and significant relationships.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4144
Designação: Mestrado em Psicologia da Saúde
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15564.pdf356,9 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.