Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4125
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFidalgo, Zilda-
dc.contributor.authorMendes, Vanessa Duarte-
dc.date.accessioned2015-11-26T18:45:41Z-
dc.date.available2015-11-26T18:45:41Z-
dc.date.issued2008-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.12/4125-
dc.description.abstractO presente estudo teve como objectivo analisar como se articula a compreensão das falsas crenças e a compreensão dos verbos metacognitivos em crianças portuguesas dos 3 aos 5 anos. Para tal aplicou-se, individualmente, às 40 crianças que participaram neste estudo, um teste de linguagem (Sim-Sim, 2004), um teste de resolução de falsas crenças (Peskin & Astington, 2004), um teste de explicação das falsas crenças (Peskin & Astington, 2004) e um teste de compreensão de verbos metacognitivos (Peskin & Astington, 2004). Os resultados obtidos revelam que em todas a tarefas as crianças de 3 anos obtiveram resultados significativamente superiores às crianças de 5 anos. Contudo, verificou-se um melhor desempenho nas tarefas de conteúdo inesperado do que nas tarefas de mudança inesperada de lugar. Quanto à relação entre as variáveis – linguagem, resolução de falsas crenças, explicação das falsas crenças e compreensão de verbos metacognitivos – confirmou-se para a totalidade dos participantes a existência de correlações elevadas e significativas entre todas as variáveis do estudo, excepto entre a explicação das falsas crenças e a compreensão de verbos metacognitivos. A correlação entre a resolução das falsas crenças e a linguagem, e a compreensão dos verbos metacognitivos foram elevadas e signifivativas como esperávamos (r(N=40) =.67, p < .01 e r=.56, p < .01, respectivamente). No entanto o padrão de correlações não é o mesmo em todos os grupos de idade, indicando que as relações entre o desenvolvimento da linguagem e da teoria da mente não são lineares.pt_PT
dc.description.abstractABSTRACT: This study pretended to analyze how false-belief comprehension and metacognitive verbs comprehension are articulated in Portuguese children with ages between 3 and 5 years old. For that reason it was applied, individually, to the 40 children that participated in this study, a language test (Sim-Sim, 2004), a falsebelief prediction test (Peskin & Astington, 2004), a false-belief explanation test (Peskin & Astington, 2004) and a metacognitive verbs comprehension (Peskin & Astington, 2004). The results of this investigation allow perceiving that in all tasks with 3 years old children had resulted significantly higher, when compared to the results of the 5 years old children. However the performance was better in unexpected contents task than in location change tasks. The relation among the variables – language, false-belief prediction, false-belief explanation and metacognitive verbs comprehension - was confirmed the existence of the high and significant correlations among all the variables of the study, except between the false-belief explanation and metacognitive verbs comprehension. The correlation among the false-belief prediction and language and metacognitive verbs comprehension was high and significantly as we waited r(N=40) =.67, p < .01 e r=.56, p < .01,respectively). However the standard of correlations is not the same in all age groups, indicating that the relations between the language development and theory of mind are not linear.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectFalsas-crençaspt_PT
dc.subjectVerbos metacognitivospt_PT
dc.subjectTeoria da mentept_PT
dc.subjectFalse-beliefpt_PT
dc.subjectMetacognitive verbspt_PT
dc.subjectTheory of mindpt_PT
dc.titleTeoria da mente e compreensão de verbos metacognitivos em crianças de idade pré-escolarpt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
thesis.degree.nameMestrado de Psicologiapt_PT
dc.subject.fosPsicologia Educacionalpt_PT
Aparece nas colecções:PEDU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15343.pdf128,92 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.