Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4122
Título: Imortalidade simbólica e ansiedade perante a morte nas patologias do agir
Autor: Cruz, Itana Costa de Oliveira
Orientador: Aragão, Rui
Palavras-chave: Imortalidade simbólica
Ansiedade perante a morte
Patologias do agir
Symbolic immortality
Death anxiety
Acting out
Data de Defesa: 2009
Resumo: O conceito de imortalidade simbólica foi teorizado pelo psiquiatra norte-americano Robert Jay Lifton e é baseado numa necessidade humana de ordem psicobiológica em simbolizar a morte e a continuidade da vida. Esta teoria parte do pressuposto de que o medo da morte é universal, mas que, no seu íntimo, todos os indivíduos conhecem a inevitabilidade da morte, tendo, por isso, de encontrar meios para ultrapassar o medo, sem a negar. Essa é a função dos diversos modos de imortalidade simbólica. Lifton salienta que a vida está comprometida se a morte não for transcendida. O objectivo de investigação é estudar a relação entre imortalidade simbólica e ansiedade perante a morte em sujeitos com patologias do agir. Decidimos proceder a uma caracterização sobre como variam os diversos modos de imortalidade simbólica e a ansiedade perante a morte nestas patologias. Foram aplicadas duas escalas para medir as variáveis anteriormente referidas: Revised death anxiety scale (DAS-R) e a Symbolic immortality scale (SIS), ambas aferidas para a população portuguesa. Os resultados mostram que, de facto, existe uma relação estatisticamente significativa entre o sentimento de imortalidade simbólica e a ansiedade perante a morte. Embora, nas patologias do agir, se verifique que estas variáveis não surgem como função inversa uma da outra, sendo os indivíduos que apresentam valores elevados ao nível da imortalidade simbólica os que apresentam valores mais elevados de ansiedade perante a morte.
ABSTRACT: The sense of symbolic immortality was theorized by Robert Jay Lifton and it is based on a human psychobiological need to symbolize death and life continuity. Besides the universality of the fear of death, everyone knows about its inevitability. People have to find ways to overcome death, without denying it. This is the role of the several modes of symbolic immortality. The author argues that life is threatened whenever death is not transcended. The goals of this investigation is to study the relation between symbolic immortality and death anxiety in individuals with acting out pathologies, to explain the relation between the several modes of symbolic immortality and death anxiety in this population. Two scales were administered, the Revised death anxiety scale (DAS-R) and the Symbolic immortality scale (SIS), both measured to the Portuguese population. Results show that there is a statistically significant relation between the sense of symbolic immortality and death anxiety, but in the acting out these variables are not inverse functions of each other, as individuals with significantly stronger results in symbolic immortality are the ones with significantly stronger results in death anxiety.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4122
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
13825.pdf976,14 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.