Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4113
Título: Ansiedade, auto-conceito e dificuldades escolares em crianças maltratadas
Autor: Messias, Andreia Daniela Furtado da Silva
Orientador: Salgueiro, Emílio Eduardo Guerra
Palavras-chave: Ansiedade
Auto-conceito
Dificuldades de aprendizagem
Maus-tratos
Institucionalização
Self-concept
Anxiety
Learning disabilities
Ill- Treatment
Institutionalization
Data de Defesa: 2009
Resumo: Através deste trabalho, pretende-se fazer um estudo sobre a ansiedade, auto-conceito e dificuldades escolares em crianças que sofreram maus-tratos. A amostra é constituída por nove crianças, com idades compreendidas entre os oito e os doze anos, de ambos os sexos, que foram vítimas de maus-tratos e consequentemente institucionalizadas. Para realizar o estudo usou-se: a Escala de Ansiedade Manifesta para Crianças de Reynolds & Richmond (1978) com estudos normativos de Fonseca (1992) e Dias &Gonçalves (1999); Escala de Auto-conceito e de Auto-Estima de Susan Harter (1985) aferida para a população portuguesa por Alves Martins, Peixoto, Mata Monteiro (1995); Fichas de diagnóstico de Dificuldades de Aprendizagem na Escrita e Cálculo de Helena Serra (2005); Prova de leitura “Decifrar” de Salgueiro (2002); Desenho Livre; CAT. Quanto à Ansiedade, excepto dois casos (um do 2º ano e outro do 3º) que apresentaram um resultado muito baixo, as restantes sete crianças (duas do 2º, uma do 3º e quatro do 4ºano) apresentaram níveis muito elevados; Relativamente ao Auto-Conceito, as crianças de 2º e 3º ano apresentam resultados acima da média, enquanto que os escores das crianças de 4º ano estão abaixo da média. No que toca às Dificuldades de Aprendizagem duas, das nove crianças não apresentaram dificuldades ao nível da leitura; tanto na escrita como no cálculo, quatro das nove crianças apresentam dificuldades.
ABSTRACT: This work has as its primary goal to study self-concept, anxiety and learning difficulties in children victim of ill-treatment. The study sample was composed by nine children, with ages between eight and twelve, from both sexes, who were victim of ill-treatment and institutionalized afterwards. The tests chosen to be used in the study were: the Reynolds& Richmond’s Revised Childrens Manifest Anxiety Scale-RCMAS (1978) with normative studies of Fonseca (1992) and Dias& Gonçalves (1999); the Susan Harter´s Self Perception Profile for Children specifically adapted to the Portuguese population by Alves Martins, Peixoto, Mata, Monteiro (1995); diagnose charts of Learning Disabilities at Writing and Calculus level by Helena Serra (2005); Reading Test “Decifrar” by Salgueiro (2002); free drawing; CAT. Regarding anxiety, except in two cases (a child from the 2nd grade and a child from the 3rd grade) in which the scores were very low, all other seven children (two from the 2nd grade, one from the 3rd grade and 4 from the 4th grade) reached very high levels. About self-concept, the children from the 2nd and 3rd grades had scores above the average, while the scores of the 4th grade children were below the average. As for learning difficulties, only two of the nine children didn’t presented any difficulties regarding reading; both in writing and calculus, four of the nine children have showed learning difficulties.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4113
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
12491.pdf4,46 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.