Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4111
Título: O sonho do heroinómano: Um salto para o abismo
Autor: Gomes, Ana Rita Coelho Matos
Orientador: Germano, Helena Maria de Jesus
Palavras-chave: Psicossomática
Função do imaginário
Repressão do sonho
Toxicodependência
Psychosomatic
Imaginary function
Dreaming inhibition
Drug addiction
Data de Defesa: 2008
Resumo: No seguimento dos seus estudos sobre a vida onírica dos toxicodependentes, Mendes Pedro (1992) verificou que o consumo de heroína provoca o desaparecimento do sono paradoxal, levando o indivíduo a deixar de sonhar. Nos períodos de abstinência surgem pesadelos repetitivos, o que não permite a elaboração do trauma, trazendo consigo modificações na função do imaginário, o que deverá desaparecer com o fim dos consumos. O presente estudo teve como objectivo principal verificar se existem modificações da função do imaginário nos sujeitos dependentes de Heroína em recuperação. Colocou-se, então o seguinte problema: “Será que existem diferenças no estado da função do imaginário entre os sujeitos consumidores de Heroína e os sujeitos em recuperação?” Foi constituída uma amostra de 60 sujeitos com idades entre os 20 e 50 anos, dividida em dois grupos: Grupo de Consumidores (30 sujeitos consumidores de heroína há mais de 4 anos) e Grupo de Abstinentes (30 sujeitos em recuperação há pelo menos 10/24 meses). Após um tratamento estatístico dos dados concluiu-se que, para a amostra em estudo não existiam diferenças significativas entre os dois grupos de sujeitos, pelo que não se observam modificações no estado da função onírica nos sujeitos em recuperação.
ABSTRACT: According with Mendes Pedro (1992) studies about drug addict dreams, heroine consumption suspends REM sleep. As a consequence, drug addicts can not dream. In abstinence periods, nightmares occur repetitively, so drug addict can not resolve their traumas what causes changes on imaginary function. These changes might disappear after rehabilitation. The main goal for the present study goals was finding out if there are any changes on drug addict´s imaginary function while recovering. The following problem was placed: “Are there any differences between Consumers imaginary functions and Recovering imaginary functions?” A sixty individual sample was made, with ages between 20 and 50 years old and divided by two groups: Consumers (30 consumer individuals, at least 4 years) and Abstemious (30 individuals on recovering programs at least 10/24 months). After a statistical analysis of data concluded that, for the sample in study did not exist significant differences between the two groups, so there are not any modifications on recovering individuals’ dreaming function.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4111
Designação: Mestrado em Psicologia Aplicada
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15145.pdf240,76 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.