Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4043
Título: Motivações para a actividade sexual numa amostra de mulheres portuguesas em relações de curta e longa duração
Autor: Costa, Daniela Ferreira da
Orientador: Carvalheira, Ana Alexandra
Palavras-chave: Desejo sexual
Mulheres
Motivação
Sexual desire
Women
Motivation
Data de Defesa: 2009
Resumo: Introdução: Os problemas existentes com a definição actual da perturbação de desejo sexual hipoactivo, prendem-se, nomeadamente, com o critério referente à ausência ou diminuição de desejo para a actividade sexual, que tem sido criticado pelo facto de que frequentemente a actividade sexual ocorre na ausência de desejo sexual. O desejo sexual apresenta-se como apenas uma das diversas motivações referidas pelas mulheres, para se envolverem em actividade sexual. Objectivo: Explorar as motivações para a actividade sexual numa amostra de mulheres Portuguesas com relações de curta e longa duração. Método: 639 mulheres Portuguesas (M idades=28.54) responderam a um questionário de auto-resposta contendo itens relacionados com a motivação para iniciar e aceitar actividade sexual (Basson, Brotto & Luria, não publicado). O estudo foi divulgado num portal português dirigido a mulheres e através do método snowball via e-mail. Resultados: As análises factoriais explicativas das motivações para “Iniciar” e “Aceitar” actividade sexual mostraram a existência de 9 factores - Obrigação/Evitar Conflitos, Satisfação/Bem-Estar, Bem-Estar Físico, Emocionais, União/Comunicação, Gratidão/Recompensa, Mate-Guarding, Desejo/Excitação, Coação/Pressão. As mulheres com relações de longa duração, são mais motivadas para “iniciar” e “aceitar” actividade sexual devido a motivos de “Obrigação/Evitar conflitos” e “iniciam” e “aceitam” actividade sexual mesmo sem ter desejo sexual, mais frequentemente do que as com relações de curta duração. As mulheres em relações de curta duração são mais motivadas para “iniciar” e “aceitar” actividade sexual por motivos de “Desejo/Excitação” e apresentam um grau de satisfação sexual mais elevado do que as com relações de longa duração. Discussão: Os resultados reflectem a diversidade de motivações das mulheres para a actividade sexual: desde a busca de prazer e satisfação, bem-estar, apego emocional, união ao parceiro e cumprimento de um dever ou obrigação. Estes resultados suportam o modelo de resposta sexual de Basson (2002) e são consistentes com pesquisas anteriores (McCall & Meston, 2006; Meston e Buss, 2008).
ABSTRACT: Introdution: There are problems with the current definition of hypoactive sexual desire disorder. One of criteria for this type of disorder focuses on the absence or decreased desire for sexual activity. This has been criticized due to the finding that often sexual activity takes place in the absence of sexual desire. Sexual desire is presented as just one among the several reasons cited by women, to engage in sexual activity. Aim: To explore the motivations for engaging in sexual activity in a sample of Portuguese women in short-term and long-term relationships. Method: 639 Portuguese women (Mean age = 28.54) answered a investigator-derived self report questionnaire composed of items related to motivation for women to initiate and accept sexual activity (Basson, Brotto & Luria, unpublished). The study was released in a Portuguese portal targeted at women and through the snowball method via e-mail. Results: The factor analysis of the motivations to "Initiate" and "Accept" sexual activity showed the existence of 9 factors - Duty / Avoid Conflict, Satisfaction / Wellness, Physical Wellness, Emotional, Union / Communication, Gratitude / Reward, Mate Guarding, Desire / Excitement, Coercion / pressure. Women in long-term relationships are more motivated to "initiate" and "accept" sexual activity due to reasons of "Obligation / Avoid conflicts" and "initiate" and "accept" sexual activity even without sexual desire, more often than women in short-term relationships. Women in short-term relationships are more motivated to "initiate" and "accept" sexual activity due to reasons of "Desire / Excitement" and have a higher degree of sexual satisfaction than women with long-term relationships. Discussion: Results reflect diversity in women’s motivations for sexual activity: the pursuit of pleasure, satisfaction, well-being, emotional attachment, connection to the partner, and fulfil a duty or obligation. These results support the model of female sexual response proposed by Basson (2002) and are consistent with prior research (McCall & Meston, 2006; Meston & Buss, 2008).
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4043
Designação: Mestrado em Psicologia da Saúde
Aparece nas colecções:PSAU - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15552.pdf1,08 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.