Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4033
Título: Jet-lag social e bem-estar subjectivo em trabalhadores por turnos com diferentes cronótipos individuais
Autor: Boto, Dulcineia do Carmo Pargana
Orientador: Silva, Carlos Fernandes da
Palavras-chave: Jet-lag social
Bem-estar subjectivo
Trabalho por turnos
Social jet-lag
Subjective well-being
Shift-work
Data de Defesa: 2010
Resumo: O JLS prende-se com o desfasamento entre os tempos biológico e social a que muitas pessoas estão sujeitas para conseguirem responder às exigências sociais de uma sociedade de 24h. Este estudo teve como objectivos saber os níveis de JLS para cada cronótipo em cada turno, e qual a influencia do JLS no BES. Para tal, este estudo contou com 142 participantes distribuídos por quatro turnos de trabalho (i.e. manhã, convencional, tarde e noite). Foi utilizado um questionário sócio-demográfico para caracterização da população em estudo e caracterização dos seus hábitos de sono nos dias de trabalho e nos dias livres, um questionário para avaliação da componente afectiva do BES (i.e. PANAS) e a escala de SWL para avaliação da componente cognitiva do BES. Os resultados mostram que para os turno da manhã e do convencional, os matutinos têm menos JLS que os vespertinos; para o turno da tarde e da noite não se obtiveram dados conclusivos. A influência do JLS sobre o BES foi comprovada para os matutinos do turno da manhã, em que o JLS prediz a diminuição da SWL e o aumento do AN. Para os matutinos do convencional o JLS prediz o aumento do AP e para os intermédios prediz a diminuição do AP. Além disso, a idade e o MSF_sc também se mostraram como predidores do BES. A idade para os matutinos da manhã e o MSF_sc para os vespertinos da tarde. Concluindo-se que o JLS deve ser considerado nos estudos do trabalho por turnos.
ABSTRACT: The SJL is related to the mismatch between biological and social times that many people are subject to respond the requirements of a company of 24 hours. This study aims to know the levels SJL for each chronotype at every turn, and what influences the SJL in SWB. To this end, this study had 142 participants divided into four work shifts (i.e. morning, conventional, afternoon and evening). We used a questionnaire for socio-demographic characteristics of the population under study and characterization of their sleep habits during working days and free days, a questionnaire for assessing the affective component of SWB (i.e. PANAS) and a scale of SWL to evaluate the cognitive component of SWB. The results show that for the morning shift and the conventional, the morningness are less SJL that eveningness, for the afternoon shift and night we haven’t obtained any conclusive data. The influence of SJL on the SWB was confirmed for the morningness of the morning shift in the SJL predicts the decrease of SWL and increasing NA. For the morningness of the conventional SJL predicts the increase in PA and to the intermediate predicts the decrease in PA. Furthermore, age and MSF_sc also showed how as predictors SWB. The age for the morningness of morning and the MSF_sc for the eveningness of the afternoon. Concluding that, the JLS should be considered in studies of shift work.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4033
Designação: Mestrado em Psicobiologia
Aparece nas colecções:PBIO - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15414.pdf1,9 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.