Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4026
Título: Relação entre os estilos de liderança transformacional, transaccional e laissez-faire e o comprometimento organizacional
Autor: Guiomar, Andreia Sofia Botelho
Orientador: Ribeiro, Rui Bártolo
Palavras-chave: Liderança transformacional
Transaccional
Comprometimento afectivo
Normativo e calculativo
Transformational leadership
Transactional leadership
Affective commitment
Normative commitment
Calculative commitment
Data de Defesa: 2010
Resumo: O processo de interacção entre líderes e subordinados denomina-se por liderança, onde um líder tenta influenciar, motivar o comportamento dos seus subordinados para realizarem os objectivos organizacionais de forma adequada. Por sua vez, o comprometimento organizacional pode ser concebido como um laço psicológico que caracteriza a ligação dos indivíduos à organização e que tem implicações para a decisão de nela permanecerem. No presente estudo analisou-se a relação existente entre os estilos de liderança e o comprometimento organizacional, procurou-se também estudar quais os estilos de liderança que melhor podiam predizer o comprometimento organizacional. Para tal, foram utilizadas dois instrumentos, a adaptação portuguesa do “Modelo das três componentes do comprometimento organizacional” de Meyer e Allen (1991) e versão portuguesa do Multifactor leadership Questionnaire - 5x (MLQ) de Bass (1997), numa amostra composta por 149 profissionais de um organismo do estado. O estudo foi de carácter correlacional e transversal. Em todos os testes estatísticos efectuados, o nível de significância adoptado foi α=0,05. Os resultados obtidos relevam a existência de correlações positivas entre a liderança transformacional e comprometimento afectivo (r=,249; p=,002); a correlação entre liderança transaccional e o comprometimento afectivo também é positiva (r=,282; r=,000); de igual modo a correlação entre liderança transformacional e o comprometimento normativo (r=,319; p=,000), e liderança transaccional e comprometimento normativo (r=,361; p=,000) é positiva. Por último, as correlações entre liderança transformacional e transaccional com o comprometimento calculativo não são significativas (r=,034; p=,683) e (r=,090; p=,276) respectivamente. Através do modelo de regressão linear múltipla verificamos que só a liderança transaccional é significativa a predizer o comprometimento afectivo (β= ,423; t(146)=2,58;p=,011) e normativo (β= ,327; t(146)=2,025;p=,045).
ABSTRACT: The interactive process between leaders and subordinates is called leadership, where a leader attempts to influence and motivate the conduct of their subordinates in order to achieve, effectively, organizational goals. On the other hand, organizational commitment can be conceived as a psychological bond that characterizes the connection of individuals to the organization, and that connection has implications in their decision to remain in the organization. The purpose of this study is to analyze the relationship between leadership styles and organizational commitment and also study which leadership styles could better predict the organizational commitment. For this, two instruments were used: the Portuguese adaptation of the “Three-component Model of Organizational Commitment” of Meyer and Allen (1991) and the Portuguese version of the Multifactor leadership Questionnaire-5x (MLQ) de Bass (1997), with a sample of 149 professionals from a state agency. The study was correlational and cross-cutting nature. In all statistical tests performed, the level of significance adopted was α=0,05. The results reveal the existence of positive correlations between transformational leadership and affective commitment(r=,249; p=,002); the correlation between transactional leadership and affective commitment is also positive (r=,282; p=,000); likewise is a positive the relationship between transformational leadership and normative commitment (r=,319; p=,000), and transactional leadership and normative commitment (r=,361; p=,000). Finally, the correlations between transformational and transactional leadership with calculative commitment are not significant (r=,034; p=,683) and (r=,090; p=,276) respectively. Through multiple linear regression model we found that only the transactional leadership is significant in predicting the affective commitment (β= ,423; t(146)=2,58;p=0,011) and normative (β= ,327; t(146)=2,025;p=,045).
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4026
Designação: Mestrado em Psicologia Social e das Organizações
Aparece nas colecções:PORG - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15394.pdf2,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.