Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4019
Título: O processo de reparação no ato criativo : Reparação do objeto e reparação do self
Autor: Buisel, Matilde Cabral Gomes Aguiar
Orientador: Delgado, Luís Manuel Romano
Palavras-chave: Criatividade
Ato criativo
Reparação
Objeto
Self
Creativity
Creative act
Reparation
Object
Self
Data de Defesa: 2012
Resumo: Pretende-se com este trabalho fazer uma sistematização da conceção de criatividade e dos processos psicoemocionais fundamentais que determinam e sustentam a dinâmica criativa e a atividade criadora. Partindo de uma perspetiva psicanalítica, pretende-se demonstrar a distinção entre aqueles autores que afirmam que o ímpeto de criar é resultado do impulso de restaurar o objeto danificado depois de destruído (Reparação do Objeto) e aqueles que vêm a reparação como uma forma de alcançar a integridade do sujeito, pois é o próprio individuo que se sente danificado (Reparação do Self). Como forma de elucidação, realizei uma análise de caso de cinco artistas entre eles: Ruth Weber, Frida Kahlo, Ingrid Betancourt, Toulouse Lautrec e René Magritte. Daqui conclui-se que todos eles utilizam a arte para reparar uma parte de si ou um objeto interno que inconscientemente destruíram. Na dinâmica criativa, os principais mecanismos utilizados são a sublimação e a formação reativa.
ABSTRACT: This work aims to systematize the concept of creativity and of the psycho-emotional fundamentals which determine and sustain both a creative dynamic and creative activity. Working from a psychoanalytic perspective, we hope to distinguish those authors who affirm that the creative impulse results from the reparation of the object which was destroyed by the destructive impulses (Reparation of the Object), from those who defend reparation as a way to achieve the integrity of the subject, because it is the subject himself that feels damaged (Reparation of the Self). So as to illustrate the above, five artists have been analyzed: Ruth Weber, Frida Kahlo, Ingrid Betancourt, Toulouse Lautrec and René Magritte. By studying these artists we conclude that all of them saw art as a way of repairing the self or a way of repairing the object that they had unconsciously destroyed. Given this creative dynamic, the main mechanisms used are sublimation and reaction formation.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4019
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
15211.pdf2,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.