Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/4013
Título: Relações entre a qualidade da vinculação, a agressividade e a depressão na adolescência
Autor: Diogo, Vanessa Sofia Soares
Orientador: Santos, António José
Palavras-chave: Qualidade de vinculação
Adolescência
Comportamentos internalizantes
Comportamentos externalizantes
Quality of attachment
Adolescence
Internalizing behaviors
Externalizing behaviors
Data de Defesa: 2015
Resumo: Existem vários estudos que destacam a grande importância de se estabelecer uma boa qualidade de vinculação aos pais no período da infância para que na fase da adolescência, que é uma fase complicada do ponto de vista do desenvolvimento humano não existam perturbações ao nível dos comportamentos internalizantes e externalizantes, nomeadamente comportamentos agressivos e depressivos. O presente estudo teve como objectivo principal verificar se efectivamente a qualidade de vinculação aos pais está relacionada com o desenvolvimento de comportamentos internalizantes e externalizantes. Foi também do nosso interesse verificar se existem diferenças referentes à qualidade de vinculação a cada um dos pais no que diz respeito aos comportamentos internalizantes e externalizantes, assim como nos interessou verificar se existem dimensões destes comportamentos mais relacionadas com a qualidade de vinculação. Participaram neste estudo 202 adolescentes (99 raparigas), com idade média de 15 anos, provenientes de escolas da Grande Lisboa. Para concretizar o nosso objectivo foram utilizados os seguintes instrumentos de recolha de dados: KSS (Kerns Security Scale), ECP (Extended Class Play) e CDI (Child Depression Inventory). Os resultados mostraram a existência de uma relação significativa entre a qualidade da vinculação à mãe e ao pai e o desenvolvimento de sintomatologia depressiva. No que diz respeito aos comportamentos externalizantes, os resultados apontam para a inexistência de uma associação significativa com a qualidade de vinculação à mãe e ao pai.
ABSTRACT: There are several studies that highlight the importance of establishing good quality attachment relationships with parents during childhood so that during adolescence, which is a complicated phase from an human development point of view, there are no disturbances at the level of internalizing behaviors and externalizing, namely depressive and aggressive behavior. The main objective of this study was to verify whether or not the quality of attachment to parents is related to the development of internalizing and externalizing behaviors. It was also of our interest to determine whether differences exist concerning the quality of attachment with each of the parents with regard to internalizing and externalizing behaviors, as well as interested in verifying if there are certain behavioral dimensions more associated with the quality of attachment. The sample consisted of 202 adolescents (99 girls), with a mean age of 15 years, from schools in the region of Greater Lisbon. To achieve our goal the following instruments were used: KSS (Kerns Security Scale), ECP (Extended Class Play) and CDI (Child Depression Inventory). The results showed the existence of a significant relationship between the mother and the father quality of attachment and the development of depressive symptomatology. In the case of externalizing behaviors, the results point to the lack of a significant association with the quality of attachment to the mother and to the father.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/4013
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
19877.pdf473,24 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.