Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3970
Título: Colocar a vivência do cancro da mama no papel : Impacto da escrita expressiva no bem-estar psicológico de mulheres portuguesas
Autor: Santos, Ana Isabel do Carmo Monteiro Lopes dos
Orientador: Patrão, Ivone Alexandra Martins
Palavras-chave: Cancro da mama
Escrita expressiva
Bem-estar psicológico
Breast cancer
Expressive writing
Psychological well-being
Data de Defesa: 2015
Resumo: Objetivos: o estudo tem como objetivo determinar quais os determinantes psicossociais subjacentes à adesão à terapêutica da Escrita Expressiva (EE), e se esta terapêutica potencia um aumento do Bem-Estar Psicológico (BEP) numa população feminina com cancro de mama e sobreviventes ao mesmo. Literatura: A Expressão emocional (através da escrita) é uma forma de impedir o decréscimo do BEP que se verifica após o término do tratamento e ao longo dos anos. Método: Participantes do sexo feminino (n = 22) escreveram 20 minutos por dia, durante 3 dias consecutivos, sobre os seus sentimentos e pensamentos mais profundos relativos à vivência do cancro da mama, ou sobre os medos e angústias enquanto sobrevivente. O BEP foi avaliado em 4 momentos (pré e pós-intervenção, e dois períodos de 1 mês e 3 meses de follow-up), usando a Escala de Medida de Manifestação de Bem-Estar Psicológico (Monteiro, Tavares & Pereira, 2006). Para explorar os determinantes psicossociais subjacentes à adesão à EE, foram utilizados ainda os seguintes instrumentos: Escala de Ajustamento Mental ao Cancro (estratégias de coping) (Pais-Ribeiro, Ramos & Samico, 2003); NEO - FFI (Sub-escala Neuroticismo) (Lima, 1997); Escala de Alexitimia de Toronto (Prazeres, 1996); Revised Life Orientation Test (Otimismo) (Laranjeira, 2008); Brief Symptom Inventory (Sub-escala Depressão) (Canavarro, 1999); por último, Escala de Expressividade Emocional (Dinis, Gouveia & Xavier, 2011); Os dados obtidos foram analisados através de ANOVAS, ANOVAS de Medidas Repetidas e contagem de palavras (LIWC), enquanto a análise de conteúdo foi utilizada para avaliar as 66 narrativas produzidas. Resultados: Os fatores sociodemográficos e a saúde atual parecem determinantes psicossociais determinantes para a adesão à EE. Não se verificou um impacto significativamente estatístico da EE no BEP após a escrita e nos períodos de follow-up, contrariamente aos resultados qualitativos que revelam um claro impacto da EE no BEP após a escrita e nos períodos de follow-up.
ABSTRACT: Objectives: The study aims to determine the underlying reasons for adherence to Expressive Writing (EW) therapy, and if this therapy enhances an increase of Psychological Well-Being (PWB) in a female population with breast cancer and it survivors. Background: Emotional Expression (through writing) is a way to prevent the decrease of the PWB which occurs after the end of treatment and over the years. Method: Female participants (n = 22) wrote for 20 minutes a day for 3 consecutive days, about their deepest feelings and thoughts related to breast cancer experience, or about the fears and anxieties while cancer survivor. The PWB was measured at 4 times (pre and post-intervention, and two periods of 1 month and 3-month follow-up), using the Measurement Manifestation of Psychological Well-Being Scale (Monteiro, Tavares & Pereira, 2006). To explore the underlying reasons for engagement in EW were used the following instruments: Mental Adjustment to Cancer Scale (coping strategies) (Pais-Ribeiro, Ramos & Samico, 2003); NEO - FFI (Neuroticism Sub-scale) (Lima, 1997); Toronto alexithymia scale (Prazeres, 1996); Revised Life Orientation Test (Optimism) (Laranjeira, 2008); Brief Symptom Inventory (Depression Sub-scale) (Canavarro, 1999); Finally, Emotional Expressiveness Scale (Dinis, Gouveia & Xavier, 2011); Data were analyzed using ANOVAS, ANOVAS of repeated measures and word count (LIWC), while the content analysis was used to evaluate the 66 narratives produced. Results: The sociodemographic factors and the current health seem compelling reasons for joining the EW. There wasn´t a significantly statistical impact of EW on PWB after writing and during the follow-up periods, although the qualitative results show a clear impact of EW on PWB after writing and during the follow-up periods.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3970
Designação: Mestrado em Psicologia Clínica
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
19760.pdf1,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.