Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.12/3961
Título: Vinculação, experiências depressivas e personalidade
Autor: Miranda, Rui Carlos Bailão
Orientador: Santos, António José
Palavras-chave: Teoria vinculação
Estilos de vinculação
Experiências depressivas
Attachment theory
Attachment styles
Depressive experiences
Data de Defesa: 2009
Resumo: Neste trabalho, partimos das concepções de John Bowlby acerca da teoria da vinculação, e dos principais estilos de vinculação definidos por Mary Ainsworth (seguros, evitantes, preocupados) e tentamos depois relacionar estes conceitos com os trabalhos de Sidney Blatt, começando neste caso por explorar a sua investigação acerca da dialéctica do desenvolvimento da personalidade, seguindo depois para as suas implicações naquilo que o autor denomina por experiências depressivas. Estas experiências depressivas podem ser introjectivas ou anaclíticas. Com base numa amostra de estudantes universitários (N=88), e utilizando a Escala de Vinculação do Adulto (EVA), o Questionário de experiências depressivas (QED), o Inventário de problemas interpessoais (IIP-64) e o teste dos cinco factores da personalidade (NeoFFI), procuramos perceber se existem diferenças ao nível das experiências depressivas, dos aspectos da personalidade e da relação com os outros nos diferentes estilos de vinculação. Em dois momentos de análise distintos, os resultados apresentaram algumas diferenças que, embora não sendo conclusivas, reflectem o interesse e pertinência destes temas, demonstrando-se como um pequeno contributo para a progressiva exploração destes conceitos e das relações entre os mesmos.
ABSTRACT: In this paper, we take John Bowlby's concepts about attachment theory, as well as the attachment styles as described by Mary Ainsworth (secure, anxious-avoidant, anxious ambivalent), as a starting point, and then tried to relate this concepts with the work of Sidney Blatt, regarding not only the dialectic of personality development, but also it's implications in what is referred by the author as both introjective and anaclitical depression experiences. With a college student sample (N=88), we used the Adult Attachment Scale, the Depressive Experiences Questionnaire, the Iventory of interpersonal problems and the the personality big five factor test, and look for the differences between depressive experiences, personality and relationship among the three different attachment styles. There were two specific moments of data analysis, wich showed some differences wich, in spite on not being conclusive, come to demonstrate the interest of the cientifical investigation porsuit of this theme, and of the continuous exploration of this concepts and the relations between them.
URI: http://hdl.handle.net/10400.12/3961
Designação: Mestrado em Psicologia Aplicada
Aparece nas colecções:PCLI - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
17915.pdf532,39 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.